Dejate Caer

Déjate caer
La Tierra es al revés
La sangre es amarilla
Déjate caer

El viento ya no sopla
La boca bien cerrada
Amárrate los pies
Piensa en tu madre
Y déjate caer

Mira al Cielo ceder
Y a la Tierra después
Vuelve a creer
La sangre es amarilla
Déjate caer

Las olas ya no mojan
La ira de las rocas
Amárrame otra vez
Un beso a mi madre
Y déjame caer

Mira el Cielo ceder
Y a la Tierra después
Vuelvo a creer
La sangre es amarilla
Déjate caer

Consuélame otra vez
Porque no pienso volver
El suelo tiene sed
La vida es imprecisa
déjate caer

Las horas no demoran
A mi alma desertora
Explícalo muy bien
Se abre la tierra
El cielo está a mis pies

Se Deixe Levar

Se deixe levar
A Terra é o revés
O sangue é amarelo
Se deixe levar

O vento já não sopra
A boca está bem fechada
Amarre os seus pés
Pense em sua mãe
E se deixe levar

Olhe o céu cair
E a Terra cair logo depois
Volte a acreditar
O sangue é amarelo
Se deixe levar

As ondas já não molham
A fúria das rochas
Me amarre outra vez
Um beijo pra minha mãe
E me deixe cair!

Olhe o céu cair
E a Terra cair logo depois
Volte a acreditar
O sangue é amarelo
Se deixe levar

Me console outra vez
Pois não penso em voltar
O solo tem sede
A vida é imprecisa
Se deixe levar

As horas não demoram
Para minha alma desertora
Explique-o muito bem
A terra se abre
O céu está sob meus pés

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Alvaro Henriquez / Roberto Lindl. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts