Saio à rua de manhã e me deixo levar
Assisto à profusão de cores e de sons
Quem é essa multidão? Por que correr assim?
Ninguém aqui jamais será tão só como eu

Eu estou agora em outro tempo, outro lugar
longe de mim

Me vejo menina, num gramado
o sol bateu no vidro e então
a janela se desenhou no chão

A vida era longa
às vezes distante
era promessa
que não sei se cumpri
Meus olhos ainda
eram diamante
Já chorei à beça
de hoje em diante
viraram rubi

Saio das cores
Outra de mim
O vidro contra o chão
O sol na multidão

A rua que corre
Ninguém como eu
Manhã do tempo e então
Me desenhei nos sons

Eu estou agora em outro tempo, outro lugar
longe de mim

Me vejo menina, num gramado
o sol bateu no vidro e então
a janela se desenhou no chão

A vida era longa
às vezes distante
era promessa
que não sei se cumpri
Meus olhos ainda
eram diamante
Já chorei à beça
de hoje em diante
viraram rubi

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Habacuque Lima / Mauro Motoki. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Carlos. Legendado por Adriana. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog