Nesta calmaria
Meio sem razão
Fui olhar prá ti
E me fiz escravo
Só eu sei como
Eu ardia de paixão

Quando entravas sorrateira
Pela boca do porão
Eu ficava esperando
Noite e dia
Teu amor de aluvião

Que alcançou sesmaria
No meu coração
E se Deus não me alumia
Qualquer dia eu morreria
Do prazer desta prisão
Que hoje é só ventania
Que trago na palma da mão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Fernando Carvalho / Ge Possendoro / Lula Barbosa. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts