Old

I am the man that defends all things profane
6000 years is the time that I shall reign
And with a grin drank the blood of holy swine
Impurity made the blood turn into wine

Old man, dead hand
If only in their insanity
The lie feeds off their greed
Jesus wept

I am the pain that feeds off your weakness
A sickening born of hate not of the blessed
And with that time I will crush all things they prey
Destroying all from the known to the arcane

Old man, dead hand
If only in their insanity
The lie feeds off their greed
Jesus wept

Bun my eyes and try to blind me
Bury me so they won't find me
Try to suck my power empty
Got no crown of thorns on me

So burn my eyes and try to blind
Bury me so they won't find
Try to suck my power empty
You got no crown of thorns on me

Old man, dead hand
If only in their insanity
The lie feeds off their greed
Jesus wept

Velho

Eu sou o homem que defende todas as coisas profanas
Seis mil anos é o tempo que eu reinarei
E com um sorriso bebeu o sangue de santos suína
A impureza fez o sangue se tornar vinho

Homem velho, mão morta
Se apenas em sua insanidade
A mentira alimenta sua ganância
Jesus chorou

Eu sou a dor que alimenta as suas fraquezas
Uma repugnância nascida do ódio, não dos abençoados
E com esse tempo vou esmagar tudo que pregam
Destruindo tudo, do conhecido ao arcano

Homem velho, mão morta
Se apenas em sua insanidade
A mentira alimenta sua ganância
Jesus chorou

Queime meus olhos e tente me cegar
Enterre-me para que eles não me achem
Tente sugar todo o meu poder
Não tem nenhuma coroa de espinhos em mim

Então, queime meus olhos e tente me cegar
Enterre-me para que eles não achem
Tente sugar todo o meu poder
Você não pôs nenhuma coroa de espinhos em mim

Homem velho, mão morta
Se apenas em sua insanidade
A mentira alimenta sua ganância
Jesus chorou

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir


Posts relacionados

Ver mais posts