Solo

Perchè il rosso era per me
L'irraggiungibile che sempre m'ingannò
Sto qui, il cuore lento di diavolo fragile
Così il sole aspetta che abbassi la mia testa e il toreador colpisca
Così l'attesa su di me, silenzio immobile, e adesso sono solo
Perchè da qui non uscirò, e non ritornerò

Scivolerò io m'innalzerò cercherò ali
Più forte del vento del male che è qui
Correrò, nell'arena starò lì

Poi negli occhi mi bagnai
Sudore e lacrime...e il cuore si fermò
Le sei... La folla non c'è più...
Ed altri come me vedranno questo sole
Sto qui, l'azzurro accorderà
L'onore inutile...

Più solo del vento e del male che è qui
Correrò nell'arena starò lì
Scivolerò, io morirò, cercherò ali
Più forte del vento, del mare che è qui
Correrò, nell'arena starò lì

Sozinho

Por que o vermelho era para mim
O inalcansável que sempre me enganou
Estou aqui, com o batimento fraco de um frágil demônio
Então, o sol me aguarda para abaixar a minha cabeça e o toreador golpeia
A espera por mim, o silêncio imóvel, e agora eu estou sozinho
Porque eu não sairei daqui e nem retornarei

Eu desviarei e vou ascender novamente
Eu buscarei por asas mais fortes que o vento e mais fortes que o mal que está aqui,
Correrei... pela arena, eu ficarei aqui... e lá.

Então meus olhos lacrimejaram
...Suor e lágrimas... E meu coração parou de bater
São seis horas e a multidão não está mais aqui
E os outros que gostam de mim verão esse sol.
E o azul trará
Uma honra inútil

Sozinho, mais que o vento e mais que o mal que está aqui
Correrei... Pela arena eu ficarei
Desviarei, eu vou morrer, buscarei por asas
Mais fortes que o vento e mais fortes que o mal que está aqui
Correrei... Lela arena eu ficarei... lá

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Marco Mengoni / Massimo Calabrese / Piero Calabrese / Stefano Calabrese / Stella Fabiani · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por João, Traduzida por João, Legendado por João
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.