Good Company

Take good core of what you've got
My father said to me
As he puffed his pipe and baby b.
He dandled on his knee
Don't fool with fools who'll turn away
Keep all good company

Oo hoo oo hoo
Take care of those you call your own
And keep good company

Soon I grew and happy too
My very good friends and me
We'd play all day and sally j.
The girl from number four
And very soon I begged her won't you
Keep me company

Now marriage is an insinuation sure
My wife and I our needs and nothing more all my friends by a year
By and by disappear
But we're safe enough behind our door.

I flourished in my humble trade
My reputation grew
The work devoured my waking hours
But when my time was through
Reward of all my efforts my own
Limited company

I hardly noticed sall as we
Pated company
All through the years in the end it appears
There was never really anyone but me

Now I'm old I puff my pipe
But no-one's there to see

I ponder on the lesson of
My life's insanity
Take care of those you call your own
And keep good company

Boa Companhia

Cuide bem daquilo que tens
Meu pai sempre me dizia
Enquanto fumava seu cachimbo e baby B
Ele colocava o bebê no colo
Não vá se meter com os tolos que irão se afastar de ti
Mantenha as boas companhias
Cuide bem daqueles que você chama de seus
E mantenha as boas companhias

Logo eu cresci, muito feliz
Meus melhores amigos e eu
Brincávamos o dia todo com Sally J
A garota do número quatro
E logo eu a implorei
Não continuarás em minha companhia?
Oohoo oohoho oohoo oohoo
Venha se casar comigo para todo sempre
Seremos boa companhia

Agora, o casamento é uma instituição, com certeza
Minha esposa e eu, nossas necessidades e nada mais
Todos os meus amigos a cada ano foram desaparecendo
Mas nós estamos seguros o bastante atrás da nossa porta

Eu prosperei no meu humilde negócio
Minha reputação cresceu
O trabalho tomava minhas horas acordadas
Mas quando meu expediente se encerrava
A recompensa de todos os meus esforços
Minha própria Companhia Limitada
Eu mal notava Sally quando nos separamos
Por todos os anos, no fim parece que
Não havia realmente ninguém a não ser eu
Agora estou velho e dou umas baforadas no meu cachimbo
Mas ninguém lá observa
Eu pondero na lição da minha vida insana
Cuide bem daqueles que você chama de seus
E mantenha as boas companhias

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir


Posts relacionados

Ver mais no Blog