O Dever Te Chama

Mc Garden

exibições 139

Olhe pra mim, moça
Vim abrir sua mente
Veja só
O que fizeram com a gente?

Abaixaram o teto nacional
Só pro seu feto crescer mal
Sem afeto emocional
Um analfabeto funcional

Mais um objeto que aceita quieto
Correr o trajeto e perder no final
O nosso congresso é repleto de inseto
Que é contra projeto social

Nosso curso completo é parcial
Deposita o dejeto em manancial
O poder por aqui é um grupo secreto
Seleto e racial

O crime predileto desses ratos?
É o assassinato intelectual
E não tem lava-jato que encontre de fato
O autor desse trato prejudicial

Resultado é o menor
No ato infracional
E nós votando no pior
Candidato eleitoral

Abrem cadeia
E fecham hospital
Que coisa feia
Governo federal

Bactéria do mal
Quer romper nossa artéria
Ligaram pra dona miséria
Depois apertaram o redial

Educação sofrendo assalto
E nem enrola pra avisar
Tá escrito no asfalto
"Escola devagar"

E sem os pais pra acompanhar
Os moleques só querem vagar
Num corredor, seja corredor
E corra da dor que veio te pegar

Contas a pagar
Nosso salário é vinda e ida
Vivemos para trabalhar
E trabalharemos até o fim da vida

Atrás do pão
Pra não seguir a esmo
Mendigo quer carne e catou papelão
Mas no fim da questão isso aqui dá no mesmo

Mais imposto que é imposto
Pra ser pago a contragosto
Indisposto está num posto
Que não era pra ele estar

Sinta o amargo do gosto
E a lágrima no rosto
Isso que é proposto?
Então é hora de acabar

Ainda vivemos como nossos pais
Belchior, descanse em paz
Sem dinheiro no banco esse país
Latino americano é apenas um rapaz

Que vai gemer
Pois eles vão te premer
Espremer até tremer
Só com Temer pra vocês temer, né?

Golpista! Quanta maldade
Você vem causando com lei
Machista quer liberdade oprimindo a mulher
Discriminando o gay

Que as vezes se acaba no G no K
Até se dim não tem
Tem "Padê" pra ter prazer
Pra quê? Num sei bem

Cada qual em suas
Decisões individuais
Vida composta sem resposta
Pra questões demais

Aqui falta compreensão
Manipulações gerais
Exaltam competição
Por premiações banais

Meios não são finais
A vida salta de um monte
Eu era um peralta até ontem
Nas reuniões de pais

Os deixando orgulhoso
Um garoto habilidoso
E carinhoso até com quem
Decepções me traz

A falta de compaixão da nação

E a corrupção
São nossas frustrações atuais

Se liga quantas siglas, meu chegado
Nós somos governados por facções brutais
Chefões e suas filiais vilões irracionais que causam danos
E querem que sejamos multidões nos tribunais

Quais soluções que presta nos resta mais?
Eleições gerais? Punições fatais?

Quero ampliar visão
Gerar reações em meus iguais
Pra não serem refém dos jornais
Televisões e seus canais

Mídia esperta tem poder
Pra te prender em frente a tela
Me desperta sem querer
Pra não ser dependente dela

Chame isso de funk, de Trap
O Rap virou jogo
Cadeia pegou fogo
Enquanto eles falam de beck

Cuidado pra não cair
Nessa "trap" loque
Revolta não é só
Se digitar com caps lock

De clipe novo eu tenho uma lista
decore, assista, corre
Ou só dão valor
Depois que o artista morre?

Nem ligo se tem 2 views
Ou se é um arregaço também
O importante é que minha
Parte eu faço e faço bem

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir