The Circle Game

Yesterday a child came out to wonder
Caught a dragonfly inside a jar
Fearful when the sky was full of thunder
And tearful at the falling of a star

And the seasons they go round and round
And the painted ponies go up and down
We're captive on the carousel of time
We can't return we can only look behind
From where we came
And go round and round and round
In the circle game

Then the child moved ten times round the seasons
Skated over ten clear frozen streams
Words like, when you're older, must appease him
And promises of someday make his dreams

And the seasons they go round and round
And the painted ponies go up and down
We're captive on the carousel of time
We can't return we can only look behind
From where we came
And go round and round and round
In the circle game

Sixteen springs and sixteen summers gone now
Cartwheels turn to car wheels thru the town
And they tell him,
Take your time, it won't be long now
Till you drag your feet to slow the circles down

And the seasons they go round and round
And the painted ponies go up and down
We're captive on the carousel of time
We can't return we can only look behind
From where we came
And go round and round and round
In the circle game

So the years spin by and now the boy is twenty
Though his dreams have lost some grandeur coming true
There'll be new dreams, maybe better dreams and plenty
Before the last revolving year is through

And the seasons they go round and round
And the painted ponies go up and down
We're captive on the carousel of time
We can't return, we can only look behind
From where we came
And go round and round and round
In the circle game

Carrossel

Ontem uma criança começou a se perguntar
Prendeu uma libélula dentro de um vidro
Temerosa quando o céu estava cheio de trovão
E chorosa ao cair de uma estrela

E as estações giram e giram e giram
E os pôneis pintados sobem e descem
Estamos presos no carrossel do tempo
Não podemos retornar, podemos apenas olhar para trás
De onde viemos
Girando e girando e girando
No carrossel

Depois a criança deu dez voltas em torno das estações
Patinou sobre dez córregos límpidos e congelados
As palavras, quando você é mais velho, devem seduzi-la
E as promessas de algum dia fazem os sonhos dela.

E as estações vão girando, girando
E os pôneis pintados sobem e descem
Estamos presos no carrossel do tempo
Não podemos retornar, podemos apenas olhar para trás
De onde viemos
Girando e girando e girando
No carrossel

Dezesseis primaveras e dezesseis verões se passaram agora
Carroças se tornam carros através da cidade
E as pessoas dizem a ele:
"Não tenha pressa, não vai demorar agora
Até que você arraste os pés para reduzir a velocidade do círculo

E as estações giram e giram e giram
E os pôneis pintados sobem e descem
Estamos presos no carrossel do tempo
Não podemos retornar, podemos apenas olhar para trás
De onde viemos
Girando e girando e girando
No carrossel

Então, os anos passam e agora o garoto tem vinte anos
Embora seus sonhos tenham se perdido, algo grandioso está surgindo
Haverá novos sonhos, talvez sonhos melhores e plenos
Antes que o último ano se acabe

E as estações giram e giram e giram
E os pôneis pintados sobem e descem
Estamos presos no carrossel do tempo
Não podemos retornar, podemos apenas olhar para trás
De onde viemos
Girando e girando e girando
No carrossel

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir