Bless The Child

"I was born amidst the purple waterfalls
I was weak, yet not unblessed
Dead to the world
Alive for the journey
One night I dreamt a white rose withering
A newborn drowning, a lifetime loneliness
I dreamt all my future, relived my past
And witnessed the beauty of the beast"

Where have all the feelings gone?
Why has all the laughter ceased?
Why am I loved only when I'm gone?
Gone back in time to bless the child

How can I ever feel again?
Given the chance would I return?

Why am I loved only when I'm gone?
Gone back in time to bless the child
Think of me long enough to make a memory
Come bless the child one more time

I've never felt so alone in my life
As I drank from a cup which was counting my time
There's a poison drop in this cup of man
To drink it is to follow the left hand path

Why am I loved only when I'm gone?
Gone back in time to bless the child
Think of me long enough to make a memory
Come bless the child one more time
Think of me long enough to make a memory
Come bless the child one more time

"Where have all the feelings gone?
Why is the deadliest sin to love as I loved you?
Now unblessed, homesick in time
Soon to be freed from care, from human pain
My tale is the most bitter truth
Time pays us but with earth and dust, and a dark, silent grave
Remember my child, without innocence the cross is only iron
Hope is only an illusion and ocean soul's nothing but a name
The child bless thee and keep thee forever"

Abençoe a Criança

"Eu nasci cercado por cachoeiras purpúreas
Eu era fraco, ainda não impuro
Morto para o mundo
Vivo para a jornada
Uma noite sonhei com uma rosa branca murchando
Um recém-nascido se afogando, a solidão duma vida inteira
Sonhei com todo o meu futuro, revivi meu passado
E testemunhei a beleza da besta"

Para onde foram todos os sentimentos?
Por que as risadas cessaram?
Por que só sou amado depois que parti?
Voltei no tempo para abençoar a criança

Como eu poderia algum dia voltar a sentir?
Dada a chance, eu retornaria?

Por que só sou amado depois que parti?
Voltei no tempo para abençoar a criança
Pense em mim tempo o suficiente para criar uma lembrança
Venha abençoar a criança mais uma vez

Eu nunca me senti tão sozinho na minha vida
Enquanto eu bebia de uma taça que contava meu tempo
Há uma gota de veneno nessa taça do homem
Beber é seguir o caminho da mão esquerda

Por que só sou amado depois que parti?
Voltei no tempo para abençoar a criança
Pense em mim tempo o suficiente para criar uma lembrança
Venha abençoar a criança mais uma vez
Pense em mim tempo o suficiente para criar uma lembrança
Venha abençoar a criança mais uma vez

"Para onde foram todos os sentimentos?
Por que é o mais mortal dos pecados, amar como te amei?
Agora impuro, deslocado no tempo
Próximo de ser libertado do pesar, da dor humana
Meu conto é a mais amarga verdade
O tempo nos paga senão com terra e poeira, e um escuro e silencioso túmulo
Lembre-se, minha criança, sem inocência, a cruz é somente ferro
A esperança é só uma ilusão e a alma oceânica não é nada mais que um nome
A criança o abençoe e o guarde para sempre"

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Tuomas Holopainen. Essa informação está errada? Nos avise.
Legendado por Lipe e Matheus. Revisões por 13 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts