exibições 9.796
Foto do artista Oriente

A Mochila (part. Toni Garrido)

Oriente


[Toni Garrido]
Me deu vontade de sair sem rumo
De largar tudo, botar o pé na estrada
De ver o mundo todo, todo mundo
A mochila, minha casa

[Chino]
Quantas vezes não dá vontade de abandonar tudo
E sair por aí, de maluco no mundo
Isso não é nenhum absurdo
Na terra da sanidade, é na loucura que me curo
Abri meu mapa múndi, viajei no pensamento
Na folha em branco da minha imaginação
Trouxe uma canga de Bali pra gata
Um vidro cheio de vento, e meu tempo passa em vão
Vou voando, vôo leve
Tudo muda com o vento
E meu tempo passa em vão e eu vou lento
Vôo alto, me sinto alto
Mas não me puxo pra baixo, não
Mas não me puxo pra baixo, não
Tô bem aqui apreciando a visão
Relato do solitário, vôo do gavião
Não me puxe pra baixo, não
Mas o lobo solitário sabe que ninguém merece a solidão

[Toni Garrido]
Me deu vontade de sair sem rumo
De largar tudo, botar o pé na estrada
De ver o mundo todo, todo mundo
A mochila, minha casa

[Nissin]
Bora, bora
[?]
Passar férias na Indonésia, sair desse mar de sangue
Ver os pássaros voando
Os caranguejos no mangue
As gatas top de linha, o underground das madame
Olha a hora
O céu tá brilhante
Navegar pelas estrelas, o presente no instante
Jogar poesia ao vento vendo esse mar gigante
Me benzendo e agradecendo por viver o dia de hoje
As melhores ondas do mundo se encontram dentro de você
Os melhores lugares do mundo se encontram dentro de você
Tudo dentro de você, então busque dentro de si
Mas um conselho, meu amigo: Não esqueça de sair
E sem sair do lugar, eu viajei o mundo
Eu viajei o mundo sem sair do lugar
Naveguei na superfície, mergulhei tão profundo
E a mochila é o máximo que eu posso carregar
Desconheço a lei dos homens porque sigo a lei divina
Eu e minha mochila, novo horizonte a cada esquina
Eu e minha esquina, novo horizonte na minha mochila
Eu e minha mochila, novo horizonte a cada esquina
Vida a vida de passagem e sem pressa de chegar
Diferente como o tempo, assim passa devagar
Onde tiver que chegar, deixo a vida me levar
Não consigo ficar tempo muito no mesmo lugar

[Toni Garrido]
Me deu vontade de sair sem rumo
De largar tudo, botar o pé na estrada
De ver o mundo todo, todo mundo
A mochila, minha casa

Me deu vontade de sair sem rumo
De largar tudo, botar o pé na estrada
De ver o mundo todo, todo mundo
A mochila, minha casa

Me deu vontade de sair sem rumo
De largar tudo, botar o pé na estrada
De ver o mundo todo, todo mundo vai me ver
A mochila, minha casa

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: CHINO / Nissin / Nobru · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lucifer, Legendado por Erik
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.