exibições 5.549

Roda Gigante

Foto do artista OrienteOriente


O mundo gira assim
Deslumbrante
No fascínio de um instante
Feito uma criança na roda gigante

O mundo é cruel, mas tu não precisa ser
Sem a perder a ternura nessa vida dura nós vamos endurecer
Todos crianças na roda gigante
Num parque de diversões
Todas fragrâncias em um instante no ataque das divisões

Do que nós vivemos e do que vamos viver
Todos pensantes rumando ao nada prontos pra se esquecer
Do que precisamos e do que queremos ter
Somos oscilantes, todos vacilantes na imensa arte do viver

O tempo passou e o parque acabou
Restaram as lembranças entre o ódio e o amor
Claras como a cachoeira direto da fonte
Linda como a tempestade que vem do horizonte

Nóis tamo aí
Pro que der e vier
Movido pela lua que move até a maré
O mundo dá voltas, mas o que move é a fé
Só quem tem ela no peito que sabe como é que é

Arrumei as malas
Tô de partida
Nas bagagens as consequências da minha vida
Todo ouro das minhas lembranças
Fotografias já amareladas dos meus tempos de criança
Tudo mudou tão rápido
Logo virei adulto
Já tinha de estar preparado pra engolir o mundo
E não deixar o mar me engolir
E assim se fez
Sempre soube chegar
E esperar minha vez
Roda moinho, roda gigante
Roda da vida, roda um peão
Roda o mundo, roda tudo
E a roda foi inventada pra se cantar uma canção
Enxergar nao é ver
Já dizia o sábio que anuncia
Essa poesia e seu real viver
Sua alma é linda
Deixe o som conduzí­la
Pois com música de espírito
Saberá do que nunca vai saber se não ouvi­la
É a famosa energia mística que marley um dia previra
Ouve e respire
É oriente e zeca baleiro tocando no seu toca-fita
Leva fé e acredita
No que a música pode fazer com a sua vida
Oriente
Se oriente
Coração
Alma
Mente

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir