Contigo o deserto floresce
Contigo a manhã amanhece
Contigo a tristeza se esquece de entristecer

Teu sopro é que move as areias
Teus olhos acendem candeias
Teus dedos desfazem as teias que querem prender

A fonte exaurida renasce
A ovelha perdida aparece
A pedra maciça desfaz-se perante o Teu ser

Contigo a mesa é posta
Contigo a festa se alonga
Contigo a casa vazia se enche outra vez

Teu peito é que dita o compasso
O oásis da vida é o abraço
A todo o que encontra o regaço do teu bem querer

Do teu bem querer, do teu bem querer
Do teu bem querer, do teu bem querer

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir