Solamente Tú

Pablo Alborán

exibições 229.101

Solamente Tú

Regálame tu risa
Enseñame a soñar
Con solo una caricia
Me pierdo en este mar
Regálame tu estrella
La que ilumina esta noche
Llena de paz y de armonía
Y te entregaré mi vida

Haces que mi cielo
Vuelva a tener ese azul
Pintas de colores
Mis mañanas solo tú
Navego entre las olas de tu voz
Y tú, y tú, y tú, y solamente tú
Haces que mi alma se despierte con tu luz
Y tú, y tú, y tú

Enseña tus heridas y así las curarás
Que sepa el mundo entero
Que tu voz guarda un secreto
No menciones tu nombre que en el firmamento
Se mueren de celos
Tus ojos son destellos
Tu garganta es un misterio

Haces que mi cielo
Vuelva a tener ese azul
Pintas de colores
Mis mañanas solo tú
Navego entre las olas de tu voz
Tú, y tú, y tú, y solamente tú
Haces que mi alma se despierte con tu luz
Tú, y tú, y tú, y solamente tú
Haces que mi alma se despierte con tu luz
Y tú, y tú, y tú

No menciones tu nombre que en el firmamento
Se mueren de celos
Tus ojos son destellos
Tu garganta es un misterio

Haces que mi cielo
Vuelva a tener ese azul
Pintas de colores
Mis mañana solo tú
Navego entre la sola de tu voz
Y tú, y tú, y tú, y solamente tú
Haces que mi alma se despierte con tu luz
Y tú, y tú, y tú
Tú, y tú, y tú, y solamente tú
Haces que mi alma se despierte con tu luz
Tú, y tú, y tú

Apenas você

Dá-me teu riso,
Ensina-me a sonhar
Com apenas um toque
Eu me perco neste mar
Dá-me a tua estrela
A que ilumina esta noite
Cheia de paz e harmonia,
E te entregarei a minha vida

Faz que o meu céu
Volte a ter esse azul
Pintas de várias cores
Minhas manhãs só você
Mergulho entre as ondas da tua voz
E você,você,você e a penas você
Faz que a minha alma desperte com a tua luz
E você,você e você

Mostra as tuas feridas e, assim, as curará
Quem o mundo inteiro saiba
Que tua voz tem um segredo
Não mencione o seu nome no céu
Eles morrem de ciúmes
Teus olhos estão brilhando
Tua garganta é um mistério

Faz que o meu céu
Volte a ter esse azul
Pintas de várias cores
Minhas manhãs só você
Mergulho entre as ondas da tua voz
E você,você,você e a penas você
Faz que a minha alma desperte com a tua luz
E você,você e você
Faz que a minha alma desperte com a tua luz
E você,você e você

Não mencione o seu nome no céu
Eles morrem de ciúmes
Seus olhos estão brilhando
Sua garganta é um mistério

Fazes com que o meu céu
Volte a ter esse azul
Tintas coloridas
Minhas manhãs só tu
Navego entre as ondas da tua voz
E tu, e tu, e tu e apenas tu
Faz minha alma, acordar com a sua luz
E você, e você e você ..
E você,você,você e a penas você
Faz que a minha alma desperte com a tua luz
E você,você e você

Composição: Pablo Alborán · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Andressa, Traduzida por Weliton, Legendado por Sofia e Diogo
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.