Ainda te vou ver deitada
Sozinha a falar
Posso até ver-te sentada
Despida, a chorar

Ainda te vou ver fugindo
Sorrindo a gozar
Posso ver-te lamentando
Gritando com o mar, quem foi

Eu sei, podes fingir
Mas não me podes julgar
A vida só tem um fim
E a noite fez-se p'ra amar

Ainda te vou ver sentada
Zangada no olhar
Podia ver-te triste
Por saber que tudo existe
Sem nos termos que magoar
Quem foi?

Podia ver-te no escuro
No meu ser vagabundo
Já sem nada para ocultar
Podias estar tão perto
A pagar o preço certo
Sem te deixares revoltar.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts