O meu engenho é movido à bulandeira
Segunda feira chega dez trabalhador
Se quebra cana de segunda à sexta feira
Nessa canseira lá se vive seu doutor

No engenho tem um velho que trabalha muito bem
Mas faz o maior esforço pra não dar mel à ninguém
Quando entra uma pessoa, ele põe-se à reclamar
Sai de perto da caldeira pode o mel lhe salpicar
Outro dia uma senhora foi entrando, ele falou
A caldeira está fervendo, sai de perto por favor

Senhora por caridade
Por favor, vá lá pra fora
A caldeira está fervendo
O mel salpica na senhora

O mel salpica na senhora
O mel salpica na senhora
Repete toda

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir