exibições 4.958
Foto do artista Quarteto Coração de Potro

Morena, Baila Comigo

Quarteto Coração de Potro


Morena, baila comigo

Suspira o floreio manso, de um rasguido que se estende
Junta o que fica e o que vai rumo ao clamor desta farra
Aquerenciando o balanço gracioso pra quem compreende
Que a escaramuça que me atrai tem requintes de guitarra

Assim canta o musiqueiro floreando de toda goela
No mundo em que me imagino quando em teus braços me vejo
Eu sempre fui caborteiro, mas me aquebranto por ela
Que sabe que o mais malino, vem pra forma por um beijo

E a cordeonita manheira que as pouquitos se abaguala
Reponta o que me condena entre inocência e malícia
Talvez seja feiticeira porque sempre algo me abala
Onde a alma me envenena e o corpo pede carícia

Morena, baila comigo, me dá o prazer desta dança
Pois creio que é tu que esconde o que eu julgava perdido
Morena, bailo contigo, porque sei que é tu que amansa
Quem ainda muito me responde no embalo deste rasguido.

A tempo que a Deus eu peço o que agora ele atendeu
E a reza que eu tenho gasto te trouxe pro meu costado
China linda eu te confesso um segredo que é só meu
Andei campeando teu rastro por onde eu tenho bailado
China linda eu te confesso um segredo que é só meu
Andei campeando teu rastro por onde eu tenho bailado

Tenho topado lonjuras cruzando de um pago ao outro
Abrindo peito em fiadores lidando com algum ventena
Como se andasse a procura de algum dia por fazer potro
Me enredar nos maneadores do teu sorriso morena

E agora nesta volteada me costeio mais ainda
Neste ritual que alcanço que este apego compreende
Te digo porque me agrada sei que é por ti minha linda
Suspira o floreio manso do rasguido que se estende

E a cordeonita manheira que as pouquitos se abaguala
Reponta o que me condena entre inocência e malícia
Talvez seja feiticeira porque sempre algo me abala
Onde a alma me envenena e o corpo pede carícia

Morena, baila comigo, me dá o prazer desta dança
Pois creio que é tu que esconde o quê eu julgava perdido
Morena, bailo contigo, porque sei que é tu que amansa
Quem ainda muito me responde no embalo deste rasguido.

A tempo que a Deus eu peço o que agora ele atendeu
E a reza que eu tenho gasto te trouxe pro meu costado
China linda eu te confesso um segredo que é só meu
Andei campeando teu rastro por onde eu tenho bailado
China linda eu te confesso um segredo que é só meu
Andei campeando teu rastro por onde eu tenho bailado

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir