Sempre que o tempo quiser, vou lá
Sempre que o som me chamar, vou lá
Basta eu querer p'ra buscar
A nossa intenção, nossa geração
Versos de Drummond
Samba de Vinicius de Moraes
Eram assim como rituais
Hoje são formas atemporais
Ventos do leste, do mar
Viravam canções, hinos tropicais
Varriam porões
Fonte dos caminhos atuais
Gira a rosa dos tempos
Roda em circuladô
O canto nobre que a re-velô
Abre as portas do tempo
E deixa o sol clarear
O novo é o dom de modernizar.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts