tradução automática via Revisar tradução

Perfume Del Carnaval

Me voy solo con mi suerte
La llevaré en mi recuerdo
Bajo un añoso algarrobo
Cortaba el aire un pañuelo
Bailando una vieja zamba
Yo le entregaba mis sueños

El sol quemaba en la tarde
Siluetas que parecían
Fantasmas amarillentos
Llenos de tierra y de vida
Y yo rendido a tus ojos
Sintiendo que me querías

Ay, perfume de carnaval
Ya nunca te he de olvidar
Su piel llevaba el aroma
De flor y tierra mojada
Bellos recuerdos que siempre
Los guardo dentro del alma

Hay tiempos donde han quedado
Donde he perdido mis sueños
Quién sabe si ella se acuerda
De un viejo mes de febrero
Y de aquel baile en el campo
Y de mi amor verdadero

No quise decirle nada
La amé en silencio esa tarde
Y sobre sus trenzas negras
Dejé mi copla sentida
Me fui llevando sus ojos
Un miércoles de cenizas

Ay, perfume de carnaval
Ya nunca te he de olvidar
Su piel llevaba el aroma
De flor y tierra mojada
Bellos recuerdos que siempre
Los guardo dentro del alma

Carnaval De Perfume

Eu estou sozinha com a minha sorte
Leve-a em minha memória
Sob um alfarroba idade
Corte o ar um lenço
Uma dança velho samba
Entreguei-lhe os meus sonhos

O sol estava quente à tarde
Silhuetas que pareciam
Amarelada fantasmas
Cheios de terra e de vida
E eu me rendi aos seus olhos
Sentindo que eu queria

Ah, perfume carnaval
Desde que eu nunca esquecer
Sua pele tinha o aroma
Flor do solo e molhado
Belas memórias para sempre
Eu mantê-los dentro da alma.

Houve momentos em que
Onde eu perdi meus sonhos
Quem sabe se ela se lembra
De um antigo fevereiro
E que a bola no campo
E o meu amor verdadeiro.

Eu não disse nada
Eu a amava em silêncio naquela noite
E suas tranças pretas
Eu deixei meu coração balada
Eu estava tomando seus olhos
Uma quarta-feira de Cinzas

Ah, perfume carnaval
Desde que eu nunca esquecer
Sua pele tinha o aroma
Flor do solo e molhado
Belas memórias para sempre
Eu mantê-los dentro da alma

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Enviar