De dentro do carro observo a rua
Madruga e a cidade dorme vazia
Só eu continuo chegando tarde
E acordando mais cedo que a maioria
No hard, se vim de baixo igual Vardy
E a lei pra noiz é covarde
Faço minha voz ser mais famosa que a minha cara
Estilo Lombardi
Mais um poeta entre o caos e o topo
No hall entre os porco onde os outro te põe
Real, não me encaixo no escopo
Prefiro minha parte em bitcoin
E toda a pressão que compõe
Dias, lutas, glórias, esses anos
Não me fez diamante pra tá na vitrine
Eu sou um dos 6 na luva do Thanos
De esquina em esquina plantando a semente do: É possível!
E pro civil eu sou o modelo do que é vil, onde já se viu?
Tal sina não é possível
Meus mano já tavam aceitando o destino de viver trancado
Mas hoje, abrindo sua mente, eu tô libertando mais deles que um advogado
Caso encerrado
Saitama rueiro tanto quanto um bueiro na calçada onde a gente se gradua
Eu não quero que você pegue minha visão
Quero te fazer pensar pra que desenvolva a sua
Maloca de volta, acabando com as mosca no caminho igual aracnídeo
Pra deixar meu som tão quente que cês vão ter que escutar lá no xvídeos

Conta pra pagar eu tenho
Mas a rua pede calma, então eu mantenho
Nunca esqueço de onde eu venho
E tô mirando longe, olha o desempenho
A marca da vitória contenho
Pra esfregar na cara do senhor de engenho
No front o conflito é ferrenho
Entenda que isso aqui não é desenho
Não é desenho, não é desenho
Não é desenho, não é desenho, não é desenho
Não é desenho, não é desenho, não é desenho
Não é desenho, não é desenho

Trampando mais que ponteiro
Pensei que meu relógio tava quebrado
Me enganei, não foi ele que atrasou
Era eu memo que tava adiantado
De lei, brigado com o tempo igual Dark
Ou Donnie Darko ou Tony Stark
Nem escrevo minhas rima no meu celular
Com medo delas serem copiadas pelo Mark
Mas quando o DJ risca numa Numark
Ou Technics e eu no mic, é fogo tipo a FARC
Rashid tá voando, vou ter que registrar minha firma na ANAC
Liga? Isso é luta, não é briga, por quem veio e quem virá
Onde a lágrima irriga a semente
Me faço presente igual Marielle sempre estará!
Realidade custa
Pra noiz é 2 vez mais pesada, por isso assusta
Devido a essa multiplicação
Nenhuma divisão que eles fazem é justa
Sei que a amarra incrusta, agora a marra ajusta
Robusta, porque eu posso
Vim com tanta garra que eles já tão desconfiando
Que botaram adamantium nos meus ossos
Escrever é um exercício, vício
Que me retirou da beira de um precipício
Lek, cada track nova é um reinício
100% eu e zero fictício
Me dedico porque vale o sacrifício
A palavra tem poder, então evito o desperdício
Elevar o nível é meu ofício
Pra fazer os outros MCs acharem mais difícil

Conta pra pagar eu tenho
Mas a rua pede calma, então eu mantenho
Nunca esqueço de onde eu venho
E tô mirando longe, olha o desempenho
A marca da vitória contenho
Pra esfregar na cara do senhor de engenho
No front o conflito é ferrenho
Entenda que isso aqui não é desenho
Não é desenho, não é desenho
Não é desenho, não é desenho, não é desenho
Não é desenho, não é desenho, não é desenho
Não é desenho, não é desenho

Do gueto vem do gueto são
1 milhão de talento muitas vez sem opção
Mas que tão na função
De mostrar que eles são
Bem maior que sua discriminação
Jão, hora de mudar essa condição

Do gueto vem do gueto são
1 milhão de talento muitas vez sem opção
Mas que tão na função
De mostrar que elas são
Bem maior que sua discriminação
Jão, hora de mudar essa condição

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir