Medley 1

RBD

exibições 54.323

Medley 1

Me he enamorado de un fan

Cuando salgo a cantar te veo ahí
Me miras y yo me pongo a temblar
Te salgo a buscar y nunca te encuentro
Siempre te vas y yo grito

Quien me ofrece una solución
Para arreglar mi situación
Me he enamorado de un fan
Y nunca lo puedo encontrar
Quien me ofrece una solución
(Quien me ofrece una solución)
Para arreglar mi situación
(Para arreglar mi situación)
Me he enamorado de un fan
(Me he enamorado de un fan)
Ay ay.. Hey!
Pregunto aqui pregunto ahí
E no sabes nada nadie de ti
No tengo las ganas de mi cantar
No quiero estar ya y yo grito
Quien me ofrece una solución
Para arreglar mi situación
Me he enamorado de un fan
Y nunca lo puedo encontrar
Quien me ofrece una solución
(Quien me ofrece una solución)
Para arreglar mi situación
(Para arreglar mi situación)
Me he enamorado de un fan
(Me he enamorado de un fan)
Ay ay.. Hey!

No se si es amor

Bueno
Bueno, ¿anahí eres tú?
Si, ¿quién habla?
Habla poncho, ¿cómo estas?
¡Bien!, ¿y tú?
Oye,pues queria ver si querias ir conmigo hoy al cine no sé
Ahorita
Bueno...pues... Es a las 8:00
Pero es que me da pena
¿Pero por que te da pena?
Es que hace mucho que no te veo
¿Bueno pero de tal manera vamos, no?
Mmm... No se dejame ver
¿Pero que tienes que ver?
Tengo que.. Pedir permiso
Bueno pues pide permiso
Es que ahorita no esta mi daddy
¿Entonces que queda? ¿me hablas te hablo o como lo hacemos?
No no no hablame al rato
Bueno! Ok!
Oye pero no me cuelgues
¿Porqué?
Porque quiero oir tu voz

Esta súbita confusión
Esta loca cosquilla
Desordenándome el corazón

Esas ganas de no se que
Que me atacan de pronto
Y pierdo la razón mirándote

Lo cierto es que siempre contigo
Me pasa igual
De tu pensamiento al mío van
Descargas de electricidad

Yo no sé si es amor
Pero yo creo que sí
Se detiene el reloj
Cuando tú estás junto a mi

Esta revolución
Que ya no se controlar
Yo no sé si es amor
Y lo voy a averiguar de una vez

Te quiero... Te quiero
Yo creo... Que si es amor
Parece... A veces
Parece... Que si es amor

Te quiero... Te quiero
Yo creo... Que si es amor
Parece... A veces
Parece... Que si es amor

Amame hasta con los dientes

Dicen que soy un reventado
Sin camino sin razón
Dicen que soy perdido amor tú que crees
Dicen que soy alucinado fuera de realidad
Todo es tan relativo amor no lo ves
No escuches más y
Amame
No pienses más solo
Amame
No te preocupes por lo que digan los demas
Muerdeme un labio
Amame
Jalame el pelo
Amame
Amame hasta con los dientes
Amame hasta que revientes
Pero amame amame
Amame amame amame amame

Rayo rebelde

Este carro es automático, sistemático, hidromático es rebelde

Voy a ponerle dos antenas y un nuevo motor
Tapones de rayo y otro carburador
Con sus seis velocidades volará sobre las calles
Vidrios polarizados todos le hacen los mandados a rebelde

Con lámparos morados y las llantas serán de tractor
(Rebelde, muy rebelde)
Sirena de bomberos y la alfombra de la piel de un león
(Rebelde, muy rebelde)
Seré el mejor
El más veloz
Mi rebelde

Como él es tan rebelde no tendrá silenciador
Rayo rebelde más que coche parece un avión
Con sus frenos de potencia y sus defensas de platino, dará la vuelta al mundo un triunfador en el camino mi rebelde

Voy a ponerle en la cajuela un refrigerador
(Rebelde, muy rebelde)
Y en el lugar del claxon una televisión
(Rebelde muy rebelde)
Todas las chicas estarán que se derrapar por ti
Mi rebelde... Rebelde... Rebelde... Rebelde... Rebelde... Rebelde... Rebelde... Rebelde
Rebelde
Yeah! Hey!

Baile del sapo

Muy deprisa el tiempo vuela
Y loco se volvió
Escucho a todos los que quieran salvarse
Yo tengo la solución
Aun recuerdo en mi otra vida
De algo que me iluminó
Le decian el baile del sapo
Bailen el baile del sapo
Y un salto más para trás
Y un paso a la derecha
Y las caderas

Girar y las rodillas chuecas
Las pelvis al rotar nos hace desvariar
Bailen el baile del sapo
Bailen el baile del sapo
En mis fantasias estoy prisionera así nadie me puede ver
Y aún estoy escondida casi desconocida vigilandolos estaré
Y me vuelvo loquita que alegria infinita
Así nadie me podrá atrapar
Sensaciones dementes y sueños contantes

Bailen el baile del sapo
Bailen el baile del sapo

Hoy me fui caminando a mi casa sin taradar
Cuando un gorrión me empezó a molestar
En sus ojos vi al demonio brillar
Su moto me alcanzó tan grande y sensual
Me paralicé y todo alrededor desapareció
Ay ya no sé que pasó

Bailen el baile del sapo
Bailen el baile del sapo
Bailen el baile del sapo
Bailen el baile del sapo

Me vale

No me importa lo que piense la gente de mí
Que si traigo el pelo de alguna manera
Porque me gusta traerlo así
Que porque escucho este tipo de música
Si es la que me gusta oír
Critican todo lo que ven en mí
Inventan chismes que no son ciertos
Con quién hablo, con quién salgo, con quién ando
Que te importa es mi vida
Si yo no le hago daño a nadie
Quién eres tú para decirme como vivir?
Quién eres tú?
Me vale lo que piensen la gente de mí
Es mi vida y yo soy así,simón
Me vale lo que piensen la gente de mí
Es mi vida y yo soy así
Me vale, vale, vale, me vale todo
Me vale, vale, vale, me vale todo
Si no me entienden o comprenden
Pues ya ni hay modo
Porque me vale, vale, vale, me vale todo

Mientras son reprimidos
Andan aburridos
Yo no ando de jodido
No tengo broncas porque soy yo mismo
Que piensa o rumora la gente de mí
Que piensan los vecinos de mí
Que piensan los maestros de mí
Que piensa la autoridad de mí
Que piensan mis padres de mí
Que piensan mis suegros de mí
Que piensan todo el mundo de mí
Solo tengo que decir
Me vale, me vale!
Porque me vale, vale, vale, me vale todo
Porque me vale, vale, vale, me vale todo
Si no me entienden o comprenden
Pues ya ni hay modo
Porque me vale, vale, vale, me vale todo

Medley 1

Me apaixonei por um fã

Quando saio a cantar te vejo aí
me olha e eu me ponho a tremer
saio pra te buscar e nunca te encontro
sempre que você vai e eu grito

Refrão
Quem me oferece uma solução
para arrumar minha situacão
me apaixonei por um fã
e nunca posso encontrá-lo
Quem me oferece uma solucão
(Quem me oferece uma solucão)
para arrumar minha situacão
(para arrumar minha situacão)
me apaixonei por um fã
(me apaixonei por um fã)
ai ai... hey!
pergunto aqui pergunto ai
e não sei nada nada de ti
não tenho vontade de ir cantar
não quero estar já e eu grito
Quem me oferece uma solucão
para arrumar minha situacão
me apaixonei por um fã
e nunca posso encontrá-lo
Quem me oferece uma solucão
(Quem me oferece uma solucão)
para arrumar minha situacão
(para arrumar minha situacão)
me apaixonei por um fã
(me apaixonei por um fã)
ai ai... hey!

Não sei sei é amor

- Alô?
- Sim, Anahí é você?
- Sim, quem fala?
- Poncho, como vai?
- Bem e você?
- Olha, eu queria ver se queria ir comigo hoje ao cinema, não sei
- Agora?
- Bom, é lá pelas 8:00
- Mas é que me da pena
- Mas porquê te da pena?
- É que faz muito tempo que não te vejo
- Bom mais de qualquer maneira vamos, não?
- Mmm... não sei, deixe-me ver...
- Mas o que tem que ver ?
- Tenho que... pedir permissão
- Bom então peça permissão.
- É que agora não esta meu daddy.
- Então como fica? Me liga, eu te ligo, o que fazemos?
- Não não não fale comigo um pouco
- ok
- Olha, mas não desligue
- Por que?
- Porque quero ouvir sua voz

Esta subita confusão
esta louca cócega
desordenando meu coração

Essas vontades de não sei o quê
que me atacam de repente
e perco a razão te olhando

O certo é que contigo sempre
fico igual.
Do seu pensamento ao meu vão
descargas de eletricidade

Eu não sei se é amor,
mas eu creio que sim.
O relógio para
quando você está junto a mim

Esta revolucão
que já não sei controlar
Eu não sei se é amor
E vou investigar de uma vez

Te quero... te quero
eu creio... que sim é amor
Parece... às veces
parece... que sim é amor

Te quero... te quero
eu creio... que sim é amor
Parece... às veces
parece... que sim é amor

Me ame até com os dentes

Dizem que eu sou estourado
Sem caminho, sem razão
Dizem que eu sou perdido, amor você que acha
Dizem que sou alucinado, fora da realidade
Tudo é tão relativo amor, você não vê?
Não escute mais e
me ame
Não pense mais só
me ame
Não se preocupe com o que os outros dizem
Me morda um lábio
me ame
devore meu cabelo
me ame
Me ame até com os dentes
Me ame eté que você estoure
mas me ame, me ame
me ame me ame me ame me ame

Raio rebelde

Esse carro é automatico, sistemático, hidromático é REBELDE

Vou botar duas antenas e um novo motor
Tampões de raio e outro carburador
Com suas seis velocidades voara sobre as ruas
vidros polarizadas todos obedecem o rebelde

Com manchas arroxeadas de óleo e os aros serão de trator
(rebelde, muito rebelde)
Sirene de bombeiros e o tapete de pele de um leão
(rebelde, muito rebelde)
sera o melhor
o mais veloz
meu rebelde

Como ele é tão rebelde não terá silenciador
Raio rebelde mas que um carro parece avião
Com seus freios de potência e parachoque de platina, dará a volta ao mundo um triunfador no caminho meu rebelde

Vou pôr nele no porta-malas um refrigerador
(rebelde, muito rebelde)
E no lugar da buzina, uma televisão
(rebelde, muito rebelde)
Todas as meninas estarão se derretendo por ti
meu rebelde... rebelde... rebelde... rebelde... rebelde... rebelde... rebelde... rebelde
Rebelde
Yeah! Hey!

Baile do sapo

Muito depressa o tempo voa,
E loco se repetiu
Escutem todos os que quiserem se salvar,
Eu tenho a solução
A uma lembrança de minha outra vida,
Algo que me iluminou
Diziam sobre o Baile do sapo
Bailen, o baile do sapo
E um salto pra trás
E um passo para a direita
E as cadeiras?

Girar e os joelhos fracos,
a bacia a rodar nos fazem desmaiar
Bailen, o baile do sapo,
Bailen, o baile do sapo
Em minhas fantasias estou prisioneira, assim ninguém pode me ver,
E ainda estou escondida quase desconhecida vigiando-os estarei,
E se eu ficar louquinha, que alegria infinita,
Assim nada poderá me atrapalhar
Sensações loucas e sonhos constantes

Bailen, o baile do sapo
Bailen, o baile do sapo

Hoje fui pra casa caminhando sem me atrasar
Quando um gorilão começou a me incomodar,
Em seus olhos vi o demônio brilhar,
Sua moto me alcançou tão grande e sensual,
Paralisei e tudo em volta desapareceu,
Ai, eu não sei o que aconteceu

Bailen, o baile do sapo
Bailen, o baile do sapo
Bailen, o baile do sapo
Bailen, o baile do sapo

Me Vale

Não me importa o que pensa essa gente de mim
Que se eu deixo o cabelo de alguma maneira
Porque eu gosto de deixa-lo assim
Por que escuto esse tipo de música
Se é a que eu gosto de ouvir
Criticam tudo o que vêem em mim,
inventam fofocas que não são certas
Com quem falo, com quem saio, com quem ando
que te importa, é minha vida.
Se eu não te faço mal a nada
Quem é você para me dizer como viver
Quem é você?
Me vale o que pensem as pessoas de mim
É minha vida e eu sou assim, Símon
Me vale o que pensem as pessoas de mim
É minha vida e eu sou assim
Me vale, vale, vale, me vale tudo
Me vale, vale, vale, me vale tudo
Se não me entendem ou compreendem
pois já não há jeito
porque me vale, vale, vale, me vale tudo

Enquanto os reprimidos
Andam aborrecidos
Eu não ando me aborrecendo
Não tenho problemas, porque sou eu mesmo
Que pensam ou murmuram as pessoas de mim
Que pensam os vizinhos de mim
Que pensam os professores de mim
Que pensam as autoridades de mim
Que pensam meus pais de mim
Que pensam meus sogros de mim
Que pensam todo mundo de mim
Só tenho que dizer:
Me vale, Me vale
Porque me vale, vale, vale, me vale tudo
Porque me vale, vale, vale, me vale tudo
Se não me entendem ou compreendem
pois já não há jeito
porque me vale, vale, vale, me vale tudo