Master's Call

When I was but a young man, I was wild and full of fire
A youth within my teens, but full of challenge and desire
I ran away from home and left my mother and my dad
I know it grieved them so to think their only boy went bad

I fell in with an outlaw band, their names were known quitewell
How many times we robbed and plundered, I could never tell
This kind of sinful living, leads only to a fall
I learned that much and more the night I heard my Master's call

One night we rustled cattle, a thousand head or so
And started then out on the trail that leads to Mexico
When a norther started blowing and lightning flashed about
I thought someone was calling me, I thought I heard a shout

Then at that moment lightning struck not twenty yards from me
And left there was a giant cross where once there was a tree
This time I knew I heard a voice, a voice so sweet and strange
A voice that came from everywhere, a voice that called my name

So frightened I was thinking of sinful deeds I'd done
I failed to see the thousand head of cattle start to run
The cattle they stampeded, were running all around
My pony ran but stumbled and it threw me to the ground

I felt the end was near, that death would be the price
When another bolt of lightning showed the face of Jesus Christ
And I cried oh Lord forgive me, don't let it happen now
I want to live for you alone, Oh God these words I vow

My wicked past unfolded and I thought of wasted years
When another bolt of lightning killed a hundred head of steers
And the others rushed on by me and I was left to live
The Master had a reason, life is his to take or give

A miracle performed that night, I wasn't meant to die
The dead ones formed a barricade nearly six or seven high
And right behind it there was I, afraid but safe and sound
I cried in vain for mercy kneeling there upon the ground

A pardon I was granted, my sinful soul set free
No more to fear the angry waves upon life's stormy seas
Forgiven by the love of God, a love that will remain
I learned that much and more the night the Saviour called my name

O Chamado do Mestre

Quando eu era só um jovem, eu era sagaz e cheio de fogo
Um jovem na minha adolescência, mas cheio de desafios e desejo
Eu fugi de casa e deixei minha mãe e meu pai
Eu sei que isso os deixou entristecidos ao pensar que seu unico garoto se tornou mal

Eu me juntei a um bando de foras-da-lei, seus nomes eram bem conhecidos
Quantas vezes nós roubamos e saqueamos, eu nunca conseguiria dizer
Esse tipo de vida pecadora, conduziu apenas para uma queda
Eu aprendi tudo aquilo e mais na noite que eu ouvi o chamado de meu Mestre

Uma noite nós roubamos gado, mil cabeça mais ou menos
E então começamos a ir embora pela trilha que leva ao México
Quando um vento começou a soprar e relâmpagos brilharam acima
Eu pensei que alguém estava me chamando, eu achei que tinha ouvido um grito

Então naquele momento um relâmpago caiu nem a 20 jardas de mim
E deixou lá uma cruz gigante onde antes havia uma árvore
Nesse momento eu soube que eu ouvi uma voz, uma voz tão doce e estranha
Uma voz que vinha de todos os lados, uma voz que chamou meu nome

Tão assustado eu estava pensando nos atos pecadores que eu havia feito
Eu falhei em ver as mil cabeças de gado começarem a correr
Os gados eles debandaram, estavam correndo por todos os lados
Meu pônei correu mas tropeçou e ele me jogou ao chão

Eu senti que o fim estava perto, que a morte seria o preço
Quando outro raio de relâmpago mostrou a face de Jesus Cristo
E eu supliquei ó Senhor me perdoe, não deixe acontecer agora
Eu quero viver apenas para você, ó Deus estas palavras eu juro

Meu passado perverso desdobrou e eu pensei nos anos perdidos
Quando outro raio de relâmpago matou cem cabeças de boi
E os outros avançaram em mim e eu fui deixado para viver
O Mestre tinha uma razão, a vida é dele para tirar ou dar

Um milagre realizado aquela noite, eu não estava destinado a morrer
Os mortos formaram uma barricada quase seis ou sete de altura
E logo atras estava eu, com medo mas são e salvo
Eu supliquei em vão por misericórdia ajoelhando lá sobre o chão

Um perdão foi me concedido, minha alma pecadora libertada
Sem mais ter medo das ondas irritadas sobre os mares tempestuosos da vida
Perdoado pelo amor de Deus, um amor que permanecerá
Eu aprendi tudo isso e mais na noite em que o Salvador chamou meu nome

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Márcio Buzelin. Essa informação está errada? Nos avise.


Posts relacionados

Ver mais no Blog