Love To Hate

Slayer

exibições 7.946

Love To Hate

Enter my mind can you stop the rage
No one shall mourn or pity my grave
Fighting the world without remorse
Searching for blood to never grow old
A personal hell is where I reside
Taunting death sounds cadavers in pain
Judging my soul I am not his son
Screaming God's name I want some more
You love to hate me
But you won't kill me
Suicidal surge
Desensitize the world
Take what I want primordial ground
Humanity bleeds from inside my veins
Losing all grasp an evil so old
Vengeance it breeds driving you insane
Exhaust all will hanging by the neck
Anguish within let it blind the eyes
Better off dead us your epitaph
Apathy feeds the human demise
Absolute reign a malevolent mind
Conceptions so vile in this bottomless soul
Total addicting, corrupt and profane
Force-fed lies in this chapel of lust
Dancing in blood disciples enslaved
Putrefied walls adorned with your flesh
Coating this shrine of the ungodly cross
You love to hate me
But you won't kill me
Suicidal surge
Desensitize the world

Pessimistic dreams
Realistic screams
Crucify creation
Magnify damnation

Enter my mind can you stop the rage
No one shall mourn or pity my grave
Fighting the world without remorse
Searching for blood to never grow old
Absolute reign a malevolent mind
Conceptions so vice in this bottomless soul
Putrefied walls adorned with your flesh
Coating this shrine of the ungodly cross
You love to hate me
But you won't kill me
Suicidal surge
Desensitize the world

Adora Odiar

Entre em minha mente, você pode parar a raiva
Ninguém deve chorar ou lamentar minha sepultura
Lutando com o mundo sem remorso
Procurando por sangue para nunca envelhecer
Um inferno pessoal é onde eu resido
Provocando sons da morte cadáveres em dor
Julgando minha alma eu não sou seu filho
Gritando o nome de Deus eu quero algo mais
Você ama me odiar
Mas você não vai me matar
Onda suicida
Dessensibilizar o mundo
Leve o que eu quero terra primordial
Humanidade sangra dentro de minhas veias
Perder tudo que segure um mal tão antigo
Vingança reproduz-se deixando você louco
Todas as vontades esgotadas penduradas pelo pescoço
Angustia dentro deixa meus olhos cegos
Melhor morto é o seu epitáfio
Apatia alimenta a morte humana
Reinado absoluto uma mente malévola
Concepções tão vis nesta alma sem fundo
Tiro o ódio nada supera a adrenalina
Viciante total, corrupto e profano
Alimentados à força nessa capela da luxúria
Dançando em sangue discípulos escravizados
Paredes putrefatas adornadas com sua carne
Revestindo este santuário da cruz ímpia
Você ama me odiar
Mas você não vai me matar
Onda suicida
Dessensibilizar o mundo

Sonhos pessimistas
Gritos realistas
Criação crucificada
Condenação ampliada

Entre em minha mente você pode parar a raiva
Ninguém deve chorar ou lamentar minha sepultura
Lutando com o mundo sem remorso
Procurando por sangue para nunca envelhecer
Reinado absoluto uma mente malévola
Concepções tão viles nesta alma sem fundo
Paredes putrefatas adornadas com sua carne
Revestindo este santuário da cruz ímpia
Você ama me odiar
Mas não vai me matar
Onda suicida
Dessensibilizar o mundo

Composição: Jeff Hanneman / Kerry King · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por rakross, Traduzida por CarlaPaola_
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.