Todas as manhãs eu entro no cinema
Uma multidão de imagens coloridas
Oh, Ana...

Vejo nos jornais do dia de amanhã
Todas as notícias que eu vou comprar

Coisas que você não pode entender
Ana, por quê?

Claras as imagens falam em silêncio
Projetando a vida sobre a tela fria
Oh, Ana...

Corpos em cinema, cone de cristal
Duas bicicletas belas e azuis

Coisas que você não pode entender
Oh, Ana, por quê?

Todas as manhãs eu entro no cinema
Uma multidão de imagens coloridas
Oh, Ana... oh, Ana... oh, Ana...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Eduardo Souto Neto / Geraldo Carneiro · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Adriano
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.