tradução automática via Revisar tradução

The Devil's Harp

I tuned the devils harp
It was the last thing that I heard
Before I walked the stretch of road between nagoya and absurd
I meant to find my lover there
But I found a little bird
She sang me how the world was made
I hung on every word
She told me why the rabbit cries and why some stars were red
She told me where the doper goes to lay his weary head
And that the world was incomplete
And the king would soon be dead
She offered me her wing that night
I took the road instead
Maybe I'm back, baby
Maybe I'm falling from the poplar tree
Carry me back, baby
With borrowed pride
I could not hide
I grew a sailors beard
And as I walked to my innocence
My leaves disappeared
Rented a room upon the hill
Where a marble cat appeared
Showed me where the fire was
And I had nothing to fear
For all gods good
And brotherhood
We drank til I was crowned
Then a lady from the everglades pulled my ass up off the ground
She kissed me four times on the cheek
And once upon the brow
For a moment I believed that I had come for what I found
Now I sit alone with all the cracks in my guitar
For all the miles ive put behind
I havent come that far
But we are all compelled to look
For the wind inside a jar
Maybe I'm back, baby
Maybe I'm falling from the poplar tree
Carry me back, baby

Harpa do Diabo

Eu atento a demônios harpa
Foi a última coisa que eu ouvi
Antes eu andei o trecho da estrada entre Nagoya e absurda
Eu queria encontrar meu namorado lá
Mas eu encontrei um passarinho
Ela me cantou como o mundo foi feito
Eu desliguei a cada palavra
Ela me disse por que o coelho chora e por que algumas estrelas eram vermelhos
Ela me disse que o doper vai repousar a cabeça cansada
E que o mundo estava incompleto
E o rei logo estaria morto
Ela me ofereceu sua asa naquela noite
Tomei a estrada em vez
Talvez eu estou de volta, baby
Talvez eu esteja caindo da árvore de álamo
Leve-me de volta, baby
Com orgulho emprestado
Eu não conseguia esconder
Eu cresci uma barba marinheiros
E enquanto eu caminhava para a minha inocência
Minhas folhas desaparecido
Alugou um quarto em cima do monte
Quando um gato mármore apareceu
Me mostrou onde o fogo foi
E eu não tinha nada a temer
Por todos os deuses boas
E fraternidade
Bebemos até I foi coroado
Em seguida, uma senhora das marismas puxou minha bunda para cima do chão
Ela beijou-me quatro vezes na bochecha
E uma vez em cima da sobrancelha
Por um momento eu acreditei que eu tinha vindo para o que eu encontrei
Agora eu me sento sozinho com todas as rachaduras na minha guitarra
Para todas as milhas ive colocar atrás
Eu ainda não chegou tão longe
Mas todos somos obrigados a olhar
Para o vento dentro de um jar
Talvez eu estou de volta, baby
Talvez eu esteja caindo da árvore de álamo
Leve-me de volta, baby

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Enviar