Land Of The Free

Can't wipe the wind-blown smile from across my face
It's just the old man in me
Washing his truck at the Sinclair station
In the land of the free
His mother Adeline's family came on a ship
Cut coal and planted a seed
Down in them drift mines of Pennsylvania
In the land of the free

Land of the free, land of the free
In the land of the free
Land of the free, land of the free
Land of the free, land of the free
In the land of the free
(I'm standing crying)

When I go out in my car, I don't think twice
But if you're the wrong color skin (I'm standing crying)
You grow up looking over both your shoulders
In the land of the free
We got more people locked up than the rest of the world
Right here in red, white and blue (I'm standing crying)
Incarceration's become big business
It's harvest time out on the avenue

Land of the free, land of the free
In the land of the free
Land of the free, land of the free
Move on there's nothing too see
Land of the free
In the land of the free

I'm standing crying
I'm standing crying
So how many daughters, tell me how many sons
Do we have to have to put in the ground
Before we just break down and face it
We got a problem with guns
In the land of the free
Down at the border, they're gonna put up a wall
Concrete and rebar steel beams (I'm standing crying)
High enough to keep all those filthy hands off
Of our hopes and our dreams (I'm standing crying)
People who just want the same things we do
In the land of the free

Land of the free, land of the free
In the land of the free
Land of the free, land of the free
Land of the free, land of the free
In the land of the free

Land of the free, land of the free
Land of the free, land of the free
Land of the free, land of the free
In the land of the free

Land of the free, land of the free
Land of the free, land of the free
Land of the free, land of the free
In the land of the free
(I'm standing crying)

Terra Dos Livres

Não posso limpar o sorriso soprado pelo vento através do meu rosto
É só o velho homem em mim
Lavando seu caminhão no posto de gasolina
Na terra dos livres
Sua mãe, a família da Adeline, vieram em um navio
Cortaram carvão e plantaram a semente
Lá nas minas de tração da Pensilvânia
Na terra dos livres

Terra dos livres, terra dos livres
Na terra do livre
Terra dos livres, terra dos livres
Terra dos livres, terra dos livres
Na terra dos livres
(Eu continuo chorando)

Quando eu saio no meu carro, não penso duas vezes
Mas se você tem a cor da pele errada (eu continuo chorando)
Você cresce tendo que se cuidar
Na terra dos livres
Temos mais pessoas trancadas do que o resto do mundo
Aqui mesmo em vermelho, branco e azul (eu continuo chorando)
O encarceramento se tornou um grande negócio
É a hora da colheita na avenida

Terra dos livres, terra dos livres
Na terra dos livres
Terra dos livres, terra dos livres
Siga em frente, não há nada para ver
Terra dos livres
Na terra dos livres

Eu continuo chorando
Eu continuo chorando
Então, quantas filhas, me diga, quantos filhos
Temos que enterrar
Antes de desmoronarmos e encarar o fato
Que temos um problema com armas?
Na terra dos livres
Lá embaixo, na fronteira, eles vão construir um muro
Concreto e vigas de aço (estou de pé, chorando)
Alto o suficiente para manter todas aquelas mãos sujas
Longe dos nossos sonhos e esperanças (estou de pé, chorando)
As pessoas que almejam as mesmas coisas que nós
Na terra dos livres

Terra dos livres, terra dos livres
Na terra do livre
Terra dos livres, terra dos livres
Terra dos livres, terra dos livres
Na terra dos livres

Terra dos livres, terra dos livres
Terra dos livres, terra dos livres
Terra dos livres, terra dos livres
Na terra dos livres

Terra dos livres, terra dos livres
Terra dos livres, terra dos livres
Terra dos livres, terra dos livres
Na terra dos livres
(Eu continuo chorando)

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Mahalia Jackson / Brendon Flowers · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por João, Traduzida por Camila, Legendado por Camila e Taylor
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.