Sem Entrada e Sem Mais Nada

Tom Zé

exibições 2.340

Entrei na liqüidação
Saí quase liqüidado
Vinte vezes, vinte meses
Eu vendi meu ordenado

Sem entrada e sem mais nada,
Sem dor e sem fiador
Crediário dando sopa
Pro samba eu já tenho roupa,
Oba, oba, oba ....
Sem entrada e sem mais nada,
Sem dor e sem fiador,
E ora veja, antigamente
O fiado era chamado
"Cinco letras que choram"
E era feio: um rapaz educado
Não dizia palavrão,
Não comprava no fiado
Nem cuspia pelo chão.

Mas hoje serenamente
Com a a minha assinatura
Eu compro até alfinete,
Palacete e dentadura.
E a caneta para assinar
Vai ser também facilitada.

Sem entrada e sem mais nada, etc. etc.
Cinco letras que choram:
Já se via um cartaz dentro da loja
Pra cortar a intenção
Mas o fiado que era maldito
Hoje vai de mão em mão

Você compra troca e vive
Sufocado, a prestação,
Vou propor no crediário
A minha eterna salvação
E a gorjeta de São Pedro
Vai ser também facilitada.

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir