Eu não sou da redondeza
Eu só vim ganhar a vida
O destino me mandou
Pras terras desconhecida

Gente boa desta terra
Vou fazer a despedida
Por causa de uma dona
Que já é comprometida

Ela nasceu nesta terra
Eu de muito longe vim
Eu não nasci para ela
Ela não nasceu pra mim

O fogo nasce da lenha
A lenha nasce do chão
Esse amor nasceu nos olhos
Foi morar no coração

Eu ficando nesta terra
É bastante perigoso
Se eu morrer eu perco a vida
Matando sou criminoso

O amor que já tem dono
Eu não posso ter direito
Ela vai no pensamento
E a saudade vai no peito

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Jaguarão / Lourival dos Santos · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por PEDRO
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.