Foto do artista 365

Cristo Anistiado

365


Eu caminho só perante homens e deuses
Corro de trenó na neve fina das mentes
Choro que dá dó na estrada dos Bandeirantes
Me sujei do pó que cobre a estrada dos meses

Ah, ela me disse ninguém vive sozinho
Seja alguém na vida, se esforce um pouquinho
Ela não entende, quer fazer meu caminho
Inconscientemente quer me deixar mansinho

É por isso que você não é nada, cara
É por isso que ce não é ninguém
É por isso que você não tem nada,cara
É por isso que ce não tem ninguém

Sinto as grandes luzes da cidade da mente
Vejo os avestruzes se escondendo da gente
Pensam que queremos ser o mesmo que eles
Que não conhecemos a essência dos seres

Pra ser desse jeito não quero ser eterno
Te digo, sujeito, o céu está um inferno
Cristo está de volta, pois foi anistiado
Mas não mais é o mesmo, pois voltou viciado

É por isso que você não é nada, cara
É por isso que ce não é ninguém
É por isso que você não tem nada,cara
É por isso que ce não tem ninguém

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir