Foto do artista 7 Minutoz

Rap do Kratos - Eu Sou Um Deus

7 Minutoz


Será que a ira um dia vai ter fim?
E vai haver perdão pra tudo que eu fiz?
Destruí minha vida
Matei minha família
Enganado pelos deuses
Tantas e tantas vezes
Cada um desses malditos
Vai pagar
Isso é pela minha família
Pela minha mulher e filha
Eu juro que o Olimpo vai cair
Eu vou me vingar

Os deuses me traíram, tiraram minha esperança
E é por isso que já basta
Malditos vão se arrepender de provocar a fúria
Do Fantasma de Esparta
Ares, você criou um monstro
O melhor guerreiro, cego pela ira
E com a Caixa de Pandora aquele dia
O monstro que você criou tirou a sua vida

Avisem para os deuses que eu sou o novo Deus da Guerra
O filho bastardo que Zeus renegou na Terra
No Monte Olimpo não vai restar pedra sobre pedra
Hoje é o dia em que a era dos deuses se encerra
Todo Olimpiano no caminho é destruído
O céu, a terra e o mares; eu vou acabar com tudo
E se o nosso mundo ficar no meu caminho
Eu vou destruir o mundo

Que se abram as portas do apocalipse
O céu negro como um dia de eclipse
Onde a luz da esperança não existe
Me perdoem, Lysandra e Calliope
Por cada erro que esse homem cometeu
É que ele passou pelo inferno e sobreviveu
Nunca vou morrer e é porque eu
Sou um Deus

Eu sou
Ruína dos deuses
Fantasma de Esparta
Kratos
O homem que afogou
O mundo na sua raiva
Então é melhor não mexer no que é meu
Eu não tô brincando, cê não percebeu
Nunca vou morrer e é porque eu
Sou um Deus

Será que a ira um dia vai ter fim?
E vai haver perdão pra tudo que eu fiz?
Uma nova vida
Uma nova família

Abandonei minha terra
Abandonei minha guerra
Eu fui para um novo mundo
Encontrei outro caminho
Numa nova era
Adormeci a fera
A minha esposa faleceu
Agora é só eu e meu filho
Garoto
Você ainda é muito novo
Se pensar que você sabe tudo
Será um tolo várias vezes
Eu queria te poupar

Mas quer saber a verdade?
Nós não somos humanos, meu filho
Nós somos deuses
Atreus, não sou daqui, eu vim de uma terra distante
Eu tentei enterrar tudo o que eu vivi antes
Eu não sei se eu mereço uma segunda chance
Meu filho, a história do seu pai tá manchada em sangue
Só não deixe a arrogância dominar seu coração
O poder que nós temos traz angústia e perdição
Por sermos o que somos só nos resta a solidão
Ser um Deus não é uma bênção, é a nossa maldição

Será que a minha esperança morreu?
Sou culpado pelo que aconteceu
A verdade é que o monstro sou eu
Me perdoem, Faye e Atreus
Por cada erro que esse homem cometeu
É que ele passou pelo inferno e sobreviveu
Nunca vou morrer e é porque eu
Sou um Deus

Eu sou
Ruína dos deuses
Fantasma de Esparta
Kratos
O homem que afogou
O mundo na sua raiva
Então é melhor não mexer no que é meu
Eu não tô brincando, cê não percebeu
Nunca vou morrer e é porque eu
Sou um Deus

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir