Foto do artista A286

Enquanto Eu Existir (part. Smith e J. Ariais)

A286


Superei o orgulho, o erro admiti, oposto ao padrão dos verme
Quem assume as falhas paga duas vezes, esquece
Quem quer seu mal vai forjar pé
E qualquer palavra mal colocada é munição pro zé

E eu até com mais de trinta, uma pá de vez ainda ingênuo
No abraço do oportuno botando fé ao extremo
Pra adicionar mais um na coleção de exemplo, fortificar a teoria
Amigo bom é dinheiro

Amigo é quem por ti o dia inteiro caminhou sozinho, embaixo do Sol
Enquanto cê dormia, em troca de um sorriso
Quantas vezes desmerecido, não lembrado
Fez o bolo de aniversário e nem levou o primeiro pedaço

Não espera a saudade te fazer entender
O inestimável valor de quem tudo faz por você
Que dar valor só quando perde é natural do ser humano
Não ameniza a dor, sem recordar o último eu te amo

Valoriza que eu não tive quem dizer pra mim
E o pouco que acho que sei foi triste aprender sozinho
Perante um retrato borrado, forçando pra recordar
Se sentindo culpado, em conflito com o tempo tentando apagar

Leva hoje a flor pra ouvir o que ela achou das rosas
Enquanto tento cumprir minha promessa honrar sua memória
Não sei se errei, amei em excesso tentando te dar o melhor
Só sei que enquanto eu existir vocês nunca estarão só

Na alegria ou na tristeza
Na saúde ou na doença
Ninha maior riqueza
Minha força, minha fraqueza

Também vai te fazer chorar tudo que fez sorrir
Lembra: É preciso descansar antes de desistir
Vai descobrir no amigo oculto o inimigo antigo
Cansar de chorar por quem suas lágrimas só gerou riso

Eu sei, um dia acreditei que fossem como eu também
E fui julgado por quem defendi, e traído por quem ajudei
Até no sangue do meu sangue contemplei ódio gratuito
E vi meus infortúnios conceber sorrisos

Quem mata a sede a fonte dá às costas
Jamais se esqueça quem sangrou juntinho na tristeza e na derrota
Que a grandeza não tá na soma de glória
Mas no respeito que dá a quem não pode dar nada em troca

Títulos há de despertar enganos
Quando o maior luxo da vida é ter saúde
E estar com quem amamos
Pra quando a saudade chegar, não restar dúvida
A distância pode separar mas nada muda

O que puder fazer faça, ao menos tente
Não deixe que o frustro imponha o limite dele
E quando a angústia visitar, não hesite em me chamar
Pois o que não se diz não morre, mas é capaz de matar

E quando só nos restar saudade, lembre
Minha única razão em vida foi sua felicidade
Não sei se errei, amei em excesso tentando te dar o melhor
Só sei que enquanto eu existir vocês nunca estarão só

Na alegria ou na tristeza
Na saúde ou na doença
Ninha maior riqueza
Minha força, minha fraqueza

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir