Chega de viver tão tristonho,

De invocar nome em sonhos, de chorar por alguém

Deixo, esta vida tão triste,

Já que não mais existe, quem me chame meu bem.

Sheila, o meu amor é infinito

Não tem mais eco o meu grito,

Minha vida é sofrer, morro, porque por ti padeço,

Se teu amor não mereço, não quero mais viver.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir