O inferno tem mil entradas
Algumas são bem conhecidas
Outras são mais disfarçadas

Um dia eu tive a sua idade
O inferno é a família, o Estado, a Igreja
E as prostitutas na cidade azeda

O inferno é o inimigo, é certo
Mas o inferno também é a sua cama
E o diabo é o focinho de quem você ama

A sua sombra é toda ouvidos
Entenda-se com suas pernas
Entenda-se com suas pernas!

Aperta o cerco das suas coisas
Mas você evita estar no centro do negócio
O mal é um princípio passivo

O inferno é no Mappin
Percurso, memória, tilt
É a morte em vida na cidade azeda

Existe uma velha piada
É das que você não conhece
Mas se conhece não acha graça

Existe uma revolta cega
Percurso, percurso, percurso
Entenda-se com suas pernas!

O inferno tem mil entradas
Algumas são ponto turístico
Já outras são inusitadas

As prostitutas, você em erro viu senhoras
E havia sempre uma certa senhora
Memória, memória, tilt

Um dia eu tive a sua idade
Tive as garotas mal lavadas
E nunca mais; azar o seu!

Também toquei as campainhas
A do inferno sempre atendem
Azar o seu!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Alex Antunes. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Camilo. Revisões por 4 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts