Quantas vezes você já se sentiu invisível
Mais transparente que o veto la fora
Quis dizer: eu estou aqui
E por mais que gritasse,ninguém te escutava.

Quantas vezes já te esnobaram,
Já ti disseram que você só esta aqui pra aplaudir
Que os vencedores, são eles.
E isso,te deixou para baixo

Você não é papel, que ele amassa e toca no lixo
Você não é o vento,que ninguém pode velo
Você é o amor, é a felicidade e a dor
Você é comum.

Já se sentiu, meio isolado
Muito triste e decepcionado
Quis fugir, quis correr
Mas sabia,que não poderia se esconder

E eu me pergunto o que é isso sociedade?
Tratando as pessoas como no século 17
E você acha,que ela é sua escrava?
Esta enganado, e aqui vão as regras.

Você não é papel, que ele amassa e toca no lixo
Você não é o vento,que ninguém pode velo
Você é o amor, é a felicidade e a dor
Você é comum.

Você não é papel, que ele amassa e toca no lixo
Você não é o vento,que ninguém pode velo
Você é o amor, é a felicidade e a dor
Você é comum
Comum

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir