Barquinho de Papel

Anavitória

exibições 81.618

Quando eu te deixar
Vou levar papel em branco
Espalhar por cada canto um barco de papel

Sei
Que o amor é fácil de afogar
E se você tem um barco
Maior chance de se salvar

Mas ora
Você partiu antes de mim
Nem me deixou barco frágil
Pr'eu me salvar do naufrágio
Que foi te dar meu coração

Por isso canto todo o poema em ode sua
E recorto em dobraduras
Mais um barco de papel
Para mim

Não sinto tua falta
Não sinto falta do teu cheiro
De perfume importado
Que me exportou de mim
Não sinto falta
Do teu érre puxado
Nem do teu beijo
Gosto-de-dente
Que morde coração-envenenado
Não sinto tua falta
Não sinto
Nem lembro de você
Nem da tua respiração ofegante
Eu não sinto falta
Eu sinto ânsia
Distância
Do teu signo-preto
Do teu silêncio-grito
Sinto ânsia
E a provoco
Enfio meus dez-dedos
Na garganta
Pra ver se vomito teu ser
Da minha alma

Quando eu te deixar
Vou levar papel em branco
Espalhar por cada canto um barco de papel

Eu tô perdida num mar de ondas suas
E remo sem destino esse barco de papel

Mas ora
Você partiu antes de mim
Nem me deixou barco frágil
Pr'eu me salvar do naufrágio
Que foi te dar meu coração

Por isso canto todo o poema em ode sua
E recorto em dobraduras
Mais um barco de papel
Para nós

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Ana Clara Caetano / Lucas Veiga / Vitória Falcão · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Natália, Legendado por ana, Ana e mais 1
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.