Certo irmão tinha desejo de ser batizado com fogo divino
Ser pentecostal e foi para uma festa
Um culto abençoado onde o monte fumegava, era fogo total
No meio daquele fogo, uma irmãzinha cheia
Batizada por Jesus, do banco levantou, começou a marchar
E dançar na igreja e o irmão vendo aquilo, logo duvidou e disse
Eu quero ser batizado com fogo, mas pra ficar assim?
Eu não quero e nem creio

Jesus Cristo usou um vaso na Congregação
Enviou onde estava aquele irmão e disse
Eu vou te batizar num ônibus cheio

Ai, o irmão tocou noutro que estava ao seu lado e disse
Essa profecia não foi pra mim
Porque eu sou dono de uma grande empresa, tenho uma frota de carro
Não ando de ônibus

É, mas o que Deus fala, Deus cumpre!
Passados alguns dias, certo dia ele acorda pra ir pra sua empresa
Tenta ligar o primeiro carro e ele não pega
Vai para o segundo carro
Não pega e assim foi um a um
O Espírito Santo não deixou nenhum pegar!
Quando chegou no último carro ele lembrou da profecia e pensou
Pronto vai se cumprir hoje, mas eu não vou de ônibus, eu vou de taxi

É, mas veja só como Deus faz!
E foi para a parada esperar um taxi
O que passava estava cheio, pra agonia dele
E de repente para um ônibus pra onde ele ia
E o mesmo estava lotado, nem cabia ele
Eu chego atrasado, mas nesse não vou!
De repente, lá vem outro, para o seu alívio
Jesus teve misericórdia, e chegou a bênção
Do mesmo que passou, só que agora vazio

Aí, o irmão pensou
Pronto, o ônibus ta vazio
A profecia não pode se cumprir
Minha empresa não é tão longe, não vai dar pra encher

É, mas de repente o irmão começa a lembrar daquele culto abençoado
Esquece a profecia e começa a glorificar
Ô glória! Ô culto gostoso! Ô glória a Jesus!
E o irmão, glorificando, nem percebe que aquele ônibus que passou cheio quebrou
E o povo teve que passar todinho pro ônibus que ele estava

É, ele ficou ligado dando glória, aleluia
De repente, num certo momento, Jesus
POW! Batiza o irmão com o Espírito Santo
O irmão começa falar em língua estranha, não se contenta em ficar sentado
Fica de pé e começa a marchar, todo bem arrumado
Engravatado e o ônibus vira um alvoroço

O motorista para o ônibus e pergunta
Que negócio é esse que está acontecendo ai?
Alguém diz
Motorista, tem um homem aqui dentro que ficou doido
Tá falando uma língua que ninguém entende e quando a gente toca nele leva choque
Meu Deus do céu! O que a gente faz?
Ah, vamos descer esse camarada aí e chamar o guarda pra fazer alguma coisa
Levar pro hospital ou pro manicômio, aqui dentro ele não pode ficar

É
Foi uma dificuldade pra descer o irmão
E todo povo desceu pra ver no que daria
Fizeram uma roda, aquela multidão
Era tanto benzimento, tanta ave-Maria
Foram chamar o guarda
Que já foi difícil abrir caminho entre o povo que estava lá
E quando o guarda viu o irmão, se abraçou com ele
E em línguas, também começou a falar

Aleluia, eita glória a Deus!
Não era que o guarda era crente e batizado com o Espírito Santo, já entendia o mistério?
Aí, foi que o povo assombrado e disse
Aí gente, ninguém encosta, não!
Ninguém encosta que esse negócio pega!

E pega mesmo, irmão! Comece a glorificar a Deus onde você estiver
Que pode te encher de poder hoje
Na cozinha, na sala, no quarto, na varanda
Varrendo, lavando louça, passando pano na casa, como estiver
Glorifica!

Desde jeito é o Deus da Bíblia Sagrada
Ele decide e faz do jeito que Ele quer
Se Ele promete, cumpre! Ele nunca falha
É desse jeito! Esse é o jeito que Ele é
Não se preocupe, irmão! Somente dê glória
Deixa o povo dizer que é coisa absurda
Arrebenta tudo, mas o que Ele fala, cumpre
Mesmo que pra o mundo pareça loucura

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Raimundo Neto. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por rodrigo. Legendado por Aprigio. Revisões por 3 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts