Uma rosa cor de sangue
Cintila em sua mão
Um sorriso que nas sombras
Não diz nem sim, nem não

Pôe na boca cigarrilha
E mais ascende o olhar
Que conhece o bem e o mal
De quem quiser amar

De vermelho e negro vestindo a noite o mistério trás
De colar de cor de brinco dourado a promessa faz
Se é preciso ir você pode ir peça o que quiser
Mas, cuidado amigo ela é bonita
Ela é mulher
Mas, cuidado amigo ela é bonita
Ela é mulher

E no canto da rua
Zombando, zombando, zombando está
Ela é Moça Bonita
Girando, girando, girando lá

E no canto da rua
Zombando, zombando, zombando está
Ela é Moça Bonita
Girando, girando, girando lá

Oi girando laroyê
Oi girando laroyê
Oi girando laroyê
Oi girando laroyê

De vermelho e negro vestindo a noite o mistério trás
De colar de cor de brinco dourado a promessa faz
Se é preciso ir você pode ir peça o que quiser
Mas, cuidado amigo ela é bonita
Ela é mulher
Mas, cuidado amigo ela é bonita
Ela é mulher

E no canto da rua
Zombando, zombando, zombando está
Ela é Moça Bonita
Girando, girando, girando lá

E no canto da rua
Zombando, zombando, zombando está
Ela é Moça Bonita
Girando, girando, girando lá

Oi girando laroyê
Oi girando laroyê
Oi girando laroyê
Oi girando laroyê

E nos cantos da rua
Zombando, zombando, zombando está
Ela é Moça Bonita
Girando, girando, girando lá

E no canto da rua
Zombando, zombando, zombando está
Ela é Moça Bonita
Girando, girando, girando lá

Oi girando laroyê
Oi girando laroyê
Oi girando laroyê
Oi girando laroyê

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Evaldo Gouveia / Jair Amorim · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Rodrigo, Legendado por Danilo_Vin1
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.