Duas meninas, duas amigas.
Sempre juntas a andar,
uma tão bela a outra tão linda,
elas juntas formam um par
Saem pra noite, longe de casa,
as vezes pra mesa de um bar
Se olham nos olhos,
contam segredos,
deixam questões no ar...

Uma não sabe viver sem a outra,
sempre juntas vão estar...
As vezes escondido, um beijo na boca,
uma forma de se apaixonar.
Sempre buscando a felicidade,
uma forma de se encontrar.
O amor não tem sexo, tão pouco idade,
por isso é bem fácil amar.

(refrão)
São namoradas e mais do que duas amigas leais,
cúmplices, de um amor mal entendido.
Por isso sofrem demais,
um desejo que nunca se esvaie...
Uninem-se pra provarem o quão faz sentido.

(Angelo e Desirê juntos):

'Querem entender seus corações, tão complicados
saber de suas emoções,
e o retrato mal-falado, desse amor...'

Uma não sabe viver sem a outra,
sempre juntas vão estar...
As vezes escondido, um beijo na boca,
uma forma de se apaixonar.
Sempre buscando a felicidade,
uma forma de se encontrar.
O amor não tem sexo, tão pouco idade,
por isso é bem fácil amar.

(refrão)
São namoradas e mais do que duas amigas leais,
cúmplices, de um amor mal entendido.
Por isso sofrem demais,
um desejo que nunca se esvaie...
Uninem-se pra provarem o quão faz sentido.

(Angelo e Desirê juntos): [2x]

'Querem entender seus corações, tão complicados
saber de suas emoções,
e o retrato mal-falado, desse amor...'


Duas meninas, duas amigaaass...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir