Luna Tucumana

(Zamba)

Yo no le canto a la luna
Porque alumbra y nada mas
Le canto porque ella sabe
De mi largo caminar

Ay lunita tucumana
Tamborcito calchaquí
Compañera de los gauchos
En las noches de Tafí

Perdido en las cerrazones
Quien sabe vidita
Por donde andaré
Mas, cuando salga la luna
Cantaré, cantaré
A mi Tucumán querido
Cantaré, cantaré, cantaré

Con esperanza o con pena
En los campos de Acheral
Yo he visto la luna buena
Besando el cañaveral
En algo nos parecemos
Luna de la soledad
Yo voy andando y cantando
Que es mi modo de alumbrar

Lua tucumana

(Samba)

Eu não canto à Lua
Porque as luzes e nada mais,
Eu canto porque ela sabe
Na minha longa caminhada.

Oh lunita tucumana
Drum Calchaquí,
Companheiro dos gaúchos
Nas noites de Tafi.

Perdido na estreiteza
Quem sabe pouco de vida
Onde quer que eu ande
Mas quando a lua se levanta,
Cantar, cantar.
Para minha querida Tucumán
Cantar, cantar.

Com esperança ou tristeza
Nos campos da Acheral
Eu vi a lua boa
Beijando a cana.
Em algo que nós somos iguais,
Lua da solidão,
Eu vou caminhando e cantando
Essa é a minha forma de iluminação.

tradução automática via Revisar tradução
Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Enviar
Composição: Atahualpa Yupanqui. Essa informação está errada? Nos avise.
Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog