Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Já não aguento mais ouvir tanta besteira
Deu com o pé no saco, até parece brincadeira
Deu até vontade de sair mais tarde
E trombar os manos que eu não vejo há muito tempo

E eu que sou tranquilo, até tô tendo uns grilo
Final de semana você nunca tá comigo e só
Sozinho, eu fico todo pensativo
Será que é esse mesmo o caminho, ou será melhor?
Ou será melhor?

Fazer o quê se eu amo essa desgraça?
Que me faz tão feliz, não é por nada
Pra isso, ela sabe, tem o dom
E, embaixo do edredom, sempre me mata

Fazer o quê se eu amo essa desgraça?
E as suas teorias abstratas
Pra isso, ela sabe, tem o dom
E, embaixo do edredom, sempre me mata

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Eu já não aguento mais ouvir tanta besteira
Deu com o pé no saco, até parece brincadeira
Deu até vontade de sair mais tarde
E trombar os manos que eu não vejo há muito tempo

E eu que sou tranquilo, até tô tendo uns grilo
Final de semana você nunca tá comigo e só
Sozinho, eu fico todo pensativo
Será que é esse mesmo o caminho, ou será melhor?
Ou será melhor?

Fazer o quê se eu amo essa desgraça?
Que me faz tão feliz, não é por nada
Pra isso, ela sabe, tem o dom
E, embaixo do edredom, sempre me mata

Fazer o quê se eu amo essa desgraça?
E as suas teorias abstratas
Pra isso, ela sabe, tem o dom
E, embaixo do edredom, sempre me mata

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

(Mais um pouquinho de derê)

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir