exibições 3.985
Foto do artista Bagre Ensaboado

Dote Sexual

Bagre Ensaboado


Dote Sexual

Tudo começou
Com um sacode no elevador
E na minha calça ela pulou
Com muita tara e muita insensatez
Virou e se desfigurou pra mim
Como se fosse a primeira vez
Mostrou sua buceta genital
Com incomparável dote sexual

Dote sexual dote sexual
Dote sexual dote sexual

Sem querer ela gritou
De prazer quando a tacada entrou
No rosto a cara de tesão
Chupou seus dedos como sedução
Gemeu de um jeito especial pra mim
Como se fosse a última vez
Disse assim que eu era o tal
Com inegável dote sexual

Dote sexual dote sexual
Dote sexual dote sexual

Imagina quando for passar o metiolate
Imagina quando ela disser ai como arde
Imagina quando for passar o metiolate

Vou carcar
E a partir de então não vou parar
Quero comer em paz

Depois na cama ela pulou
É bem melhor que no elevador
A mola ajuda a saltar
O couro come sem pestanejar
São quase cinco da manhã aqui
E o sol já começa a raiar
No quarto é confusão geral
Com incomparável dote sexual

Dote sexual dote sexual
Dote sexual dote sexual

Imagina quando for passar o metiolate
Imagina quando ela disser ai como arde
Imagina quando for passar o metiolate

Vou carcar
E a partir de então não vou parar
Quero comer em paz

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir