Tu é desse, é?
(Ele tem ciúme de tudo)
Tu é desse, é?
(Que cara inseguro)

Tu é desse, é?
(Ele tem ciúme de tudo)
Tu é desse, é?
(Que cara inseguro)

Eu não posso ficar de papo com as amiguinhas
Que ele estressa logo com suas briguinhas

Cego de ciúme parte pra porrada
Não enxerga ninguém
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Cego de ciúme parte pra porrada
Não enxerga ninguém
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Ele revista minha bolsa, minha agenda, minha carteira
Briga por qualquer coisa, por qualquer besteira

Cego de ciúme parte pra porrada
Não enxerga ninguém
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Cego de ciúme parte pra porrada
Não enxerga ninguém
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Eu não posso ficar usando roupinhas curtinhas
Que ele encarna logo, é aquela agonia

Cego de ciúme parte pra porrada
Não enxerga ninguém
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Cego de ciúme parte pra porrada
Não enxerga ninguém
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Um radar
Um rastreador
Um míssil
Um perseguidor
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Um radar
Um rastreador
Um míssil
Um perseguidor
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Cego de ciúme parte pra porrada
Não enxerga ninguém
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Cego de ciúme parte pra porrada
Não enxerga ninguém
Quando a cegueira passa
Ele vê coisa onde não tem

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog