Eu ouço os ruídos dos ventos
Nos contos de concretos de cidade fantasma
Queria o som da esperança
Simplicidade de uma vida melhor
Vivemos nus com caráter
E nem se fala em liberdade
Somos fantasmas cedentes de luz,
Somos assombrações alienadas pelo povo
A sociedade nos criou cotidiano
Suicida nos matou - 2x
(Refrão)
Muitas coisas aqui modificaram
Eu não consigo perceberas que voltaram.
Guardo lembranças do tempo
Vivemos nus com caráter
E nem se fala em liberdade
Somos fantasmas cedentes de luz,
Somos assombrações alienadas pelo povo
A sociedade nos criou cotidiano
Suicida nos matou - 2x
(Refrão)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir