Se fui ver o mar, foi porque tive saudade de me
reencontrar.
Às vezes me esqueço de quem sou, e pareço tanto com o
lado avesso
De mim mesmo... De mim mesmo.

Fiz deserto de mim, paguei por estar errado,
Mas chorei e brotei, tive os erros podados.
(Fiz concreto de mim, paguei por estar errado,
(Mas chorei e quebrei em mil pedaços.)

Desculpe por te soterrar com o peso das minhas
palavras,
E por sempre conseguir ferir-te com minhas farpas.
Não quero mais te vitimar com o choque dos meus
ataques.

Agora eu consigo ver, uma saída à minha frente.
Além do tunel, uma luz se fez presente,
Pra guiar e dessa vez ser diferente!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts