Tá sorrindo de mim
Porque me viu sorrindo
Mas agora estou fugindo
De tudo que a ilusão me deu
Pois da minha vida
Quem sabe sou eu

O que é que eu posso fazer
Se a esperança não quer
Se afastar do meu peito
Que a paciência me diz
Que o meu direito é ser feliz

Daí então vou sorrir da ironia
Vou saber que todo dia
Não é igual a outro dia

Daí então vou sorrir da ironia
Vou saber que todo dia
Não é igual a outro dia

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Batatinha / Ederaldo Gentil. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog