Foto do artista Bel Meirelles

Alerta contra a Dengue

Bel Meirelles


Um mosquitinho muito chato, nossa paz veio tirar
Tá atacando todo mundo que prá ele mole dá
É um tal de Aedes Aegypti nome difícil de falar
Mais se não tomarmos cuidado pode fácil nos picar
Vamos fazer um mutirão só de atitudes conscientes
Pois todo o dia é dia, dia de combate a Dengue

Dengue, Dengue, Dengue, Dengue
Ouça o sino a repicar
Dengue, Dengue, Dengue, Dengue
Ta na hora de acordar!

A cada seis meses lave sua caixa d'àgua
E para o mosquito não entrar deixe sempre ela tampada
Fure todo o pneu velho que ao relento for deixar
Ou guarde em lugar coberto para o danado não entrar
Garrafas e baldes vazios guarde-os de boca para baixo
Não dê chance prá que ele bote os ovos nesse espaço
O que o mosquito mais adora é água parada e bem limpinha
Preencha então com terra ou areia o prato e o vaso de sua plantinha

Dengue, Dengue, Dengue, Dengue
Ouça o sino a repicar
Dengue, Dengue, Dengue, Dengue
Ta na hora de acordar!

Febre alta, desânimo e dor de cabeça
Que te deixam assim meio perrengue
Dor nos olhos, dor no corpo sem resfriado
Pode ser Dengue, pode ser Dengue, pode ser Dengue
Se tiveres tais sintomas, procure alguém que o ajude
Não perca tempo, vá a um serviço de saúde

Dengue, Dengue, Dengue, Dengue...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir