No embalo da rede
Um brinde gelado
Um beijo daqueles que sobe calor
Dois corpos suados
E a felicidade aguarda o momento

E aí, eu gosto do teu jeito de me seduzir
Gemidos e sussurros que não têm mais fim
Me entrego de bandeja, entro no seu jogo...
E aí, você tem liberdade pra me pedir
Eu tenho pra dizer que sim
A nossa intimidade tá pegando fogo

Balança, meu amor... Balança!
É tão bom te amar
O meu coração não cansa
Mata minha sede
Mata minha sede
Mata minha sede
E vem pra cá...
Mata minha sede
O meu destino é te amar!
Yeah!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir