exibições 30.219

Amor de Um Ano e Tal

Ben Roots


Então bateu a porta e deu as costas, saiu triunfal
Como se dali adiante amar não me faria mal
Ele entrou no carro,bateu a porta e falou ponto final
Como se ali no asfalto morresse o amor de um ano e tal

E pensa no futuro como se fosse fácil esquecer alguém
Que ainda te faz sonhar, que ainda te faz tão bem
E sabe que corre em seu sangue algo que vai além
Que ainda te faz sonhar, te faz tão bem

Que vai além das brigas,que mata sua sede
Cura suas feridas que mora nos seus planos
Que vive nas suas vidas

E ultrapassa sem nem querer saber quantas portas são batidas
será que depois de tantas ainda são sabidas

E o que existe agora, o que sente ainda é forte e latente
Triunfal, o orgulho bate, tristeza te domina carente (2x)

Então que siga o tempo, senhor de tudo, senhor dos loucos
Pois longe da sua luz seus versos são gritos mudos, são gritos roucos
Quem sabe a própria vida vai te abrir os olhos aos poucos
Pois longe da sua luz seus versos são gritos mudos, são gritos roucos

Dos poucos que sobraram ele é a lenda viva, um mundano
Dos amores que passaram é lembrada até a saliva, enganos
E segue com sua diva, mulher linda e responsa,
Amor que é verdadeiro, carnal e surreal
Amor pra mais de ano, amor de um ano e tal

Então que siga o tempo, senhor de tudo, senhor dos loucos
Pois longe da sua luz seus versos são gritos mudos, são gritos roucos
Quem sabe a própria vida vai te abrir os olhos aos poucos
Pois longe da sua luz seus versos são gritos mudos, são gritos roucos

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir