exibições 97.617

Sede Pra Te Ver

Berimbolo


Pena que sobra sede pra te ver
Hoje eu não vou correr sem ter você
O teu lugar são dois, um sim, um não
O meu lugar é um na contra mão
Mas você sabe que não
Prefiro céu aberto
Roupas no chão
Selvas sem concreto
Dois na missão
Tranquilo no certo
Queria novos ares
Mas é o teu que tá por perto

Oh oh, oh oh, oh oh
Sede pra te ver
(Sobra) sede pra te ver

Bem de pé no chão
Eu flutuei ou não
E a sensibilidade anda junto com a razão

Se tem vai e vem
Meu bem, é esquisito
É difícil transcorrer tranquilo quando tem atrito

Se o conhecimento não se afinar
Ao que o coração carregar
Se torna gigante a chance da gente se machucar

Sincero mesmo, que a verdade doa
Enquanto tiver vem e vai, nunca vai ter de boa

Pena que sobra sede pra te ver
Hoje eu não vou correr sem ter você
O teu lugar são dois, um sim, um não
O meu lugar é um na contra mão
Mas você sabe que não
Prefiro céu aberto
Roupas no chão
Selvas sem concreto
Um dois na missão
Tranquilo no certo
Queria novos ares
Mas é o teu que tá por perto

Oh oh, oh oh, oh oh
Sede pra te ver
(Sobra) sede pra te ver

Pequena, que seja livre onde for
Que seja como um afluente o nosso amor
Que seja livre de essência verdadeira
Mesmo com as quedas da cachoeira

Que seja um pássaro, que seja um mar
Uma asa sem a outra, não pode voar
Enquanto a indecisão guiar nosso caminho
A gente nunca vai sair do ninho

Pena que sobra sede pra te ver
Hoje eu não vou correr sem ter você
O teu lugar são dois, um sim, um não
O meu lugar é um na contra mão
Mas você sabe que não
Prefiro céu aberto
Roupas no chão
Selvas sem concreto
Um dois na missão
Tranquilo no certo
Queria novos ares
Mas é o teu que tá por perto

Oh oh, oh oh, oh oh
(Sobra) sede pra te ver

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir