O Líder em Movimento
Esse é o meu lugar

Eu não esqueço de onde eu vim
Por isso eu quero meu lugar
Eu sei o que é o melhor pra mim
Não tente me dizer como andar
Eu não esqueço de onde eu vim
Por isso eu quero meu lugar
Eu sei o que é o melhor pra mim
Não tente me dizer como andar

Ter dia de rei, filhos na Disney, contando as de cem
Tem um lugar que os choros são de felicidade
E os sorrisos são reais, ali que eu quero estar
Eu quero conversar, não quero mais que armas falem por mim
Porque se for assim, imagina nós discutindo
Calibres sem educação, só falam cuspindo
Por todos meios necessários chegar ao objetivo
Que é ser livre sem ter que ir no tribunal pra provar isso
Hoje a mira me erra, a mesa é farta, a guerra é ingrata
A gente não ganha se a gente se mata
O papo é reto, nunca em cima do muro
Apanha dos dois lados, igual ping-pong
Por isso tocamos nas alma' além dos telefones
Somos orações, não ringtones

Eu não esqueço de onde eu vim
Por isso eu quero meu lugar
Eu sei o que é o melhor pra mim
Não tente me dizer como andar
Eu não esqueço de onde eu vim
Por isso eu quero meu lugar
Eu sei o que é o melhor pra mim
Não tente me dizer como andar

Cansamos de limpar a casa e nem ter a nossa (cansamos)
Fazer comida e nem ter a nossa
Cansamos de cuidar dos filhos deles enquanto matam os nossos
Respeito quem capinou o campo pra gente jogar nele
Quem jogou lixo fora pra gente não ser ele
Quantos falam que é passado passar a visão?
Mas pra 'cês rebolar no baile tem que ter alguém na contenção
Rodando o mundo, valorizando o passe
Mas o meu time nunca esquece da base
Falando pro menorzinho
Vai melhorar no caminho, não importa, tudo passa
Já fui chamado de Gigante, chamado de Sol
Chamado de Caminhos, chamado de Titãs
Eu tenho vários nomes, várias fases
Mas não esqueço quem sou, eu sou a liberdade

Eu não esqueço de onde eu vim
Por isso eu quero meu lugar
Eu sei o que é o melhor pra mim
Não tente me dizer como andar
Eu não esqueço de onde eu vim
Por isso eu quero meu lugar
Eu sei o que é o melhor pra mim
Não tente me dizer como andar

A gente não pensava em dominar o mundo até ver que dava
Hoje tipo Glock: Sem trava
Não me compare com os manos que se julgam de raça
Mas tão igual a vira-latas: Sentado
Onde eu toco vira dinheiro, eu tô tipo Midas preto
Mas eu não me troco por dinheiro nem me entorto por dinheiro
Mano, me respeita!
Ser o patrão, brindar Patrón
Tantos reis e rainhas, me tragam mais tronos
Lucrar não te deixa feliz, duvido
Depois que ver acontecer não vai mais chorar sem motivo
Eu e notas, tipo um casamento
Mas eu não enjoo com o tempo
Vou sempre fazer meu melhor, dar o meu suor
Seja putaria ou sentimento

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog