Vem se divertir com as melhores músicas dos Mamonas Assassinas

Nostalgia · Por Érika Freire

2 de Março de 2020, às 12:00

Do rock ao forró, do reggae ao metal. Os Mamonas Assassinas uniram gerações, invadiram as casas aos domingos de tarde e venderam mais de 3 milhões de discos. 

Apesar da curta carreira da banda surgida em Guarulhos, muitas músicas fizeram sucesso na boca de crianças, jovens e adultos.

Mamonas Assassinas
Créditos: Divulgação

A banda deixou diversas canções para a história da música dos anos 90. Devido às letras engraçadas, repletas de piadas, os Mamonas ficaram conhecidos como rock cômico. E, de fato, muita gente deu risada e dançou em festa de aniversário com o hit Vira-Vira

Nesta singela homenagem ao grupo que sofreu um acidente aéreo há exatos 24 anos, ocasionando a morte de todos os integrantes, reunimos as melhores músicas pra você relembrar com carinho dos Mamonas Assassinas. 

As melhores músicas dos Mamonas Assassinas 

A ideia é relembrar os maiores sucessos dos Mamonas Assassinas, cantar e se divertir com o grupo que fazia rimas engraçadas misturando ritmos bem interessantes. Bora lá?

Pelados Em Santos

Lançada em 1995, Pelados Em Santos foi single do primeiro disco que levava o mesmo nome da banda. 

Um dos clássicos dos Mamonas, embalou festinhas de criança e se tornou música obrigatória nos videokês da década de 90. Foi também o primeiro e único videoclipe. 

Vira-Vira

O sucesso da música Vira-Vira foi tão grande que, no ano de 1995, ela foi o hit mais tocado no Brasil! 

Era comum ver os Mamonas Assassinas tocando Vira-Vira e outros sucessos no programa Domingo Legal

Uma Arlinda Mulher 

Uma espécie de baladinha com trechos mais rock and roll, Uma Arlinda Mulher foi mais um entre os sucesso do grupo. A letra é divertida, bem ao estilo da banda, que adorava brincar com as rimas

O nome é uma referência ao filme Uma Linda Mulher e principalmente o início da música é bastante parecida com Fake Plastic Trees, do Radiohead.

Jumento Celestino

Jumento Celestino é uma mistura de rock e forró, e sua letra aborda, com humor, o complexo tema da imigração Nordeste/São Paulo. 

Essa foi uma das músicas que a banda escolheu para enviar em uma fita demo para algumas gravadoras, antes da meteórica fama. 

Lá Vem o Alemão

Em cada canção, a intenção da banda era fazer uma sátira com os diversos estilos e também pegar referência de músicas e artistas renomados. 

Em lá Lá Vem o Alemão, o gênero escolhido foi o pagode e o vocalista Dinho faz a entonação de voz muito similar com cantores da época. 

1406

Money, que é good nós num have. 1406 provavelmente é a música com a maior crítica social em relação ao capitalismo. Claro que de forma irônica, como não poderia deixar de ser quando se tratava de Mamonas Assassinas.

Eu queria um apartamento no Guarujá, mas o melhor que consegui foi um barraco em Itaquá

Mundo Animal

Um rockão dos Mamonas, Mundo Animal começa bem, com um som muito legal, e depois vira uma zoeira total. 

Mundo Animal é mais uma entre as melhores da banda Mamonas Assassinas. Sua letra aborda a forma como os animais se comportam.

Chopis Centis

Eu di um beijo nela e chamei pra passear, a gente fomos no shopping pra mode a gente lanchar. 

Composta pelo vocalista Dinho e pelo guitarrista Júlio, a música Chopis Centis tem a mesma pegada de Should I Stay Or Should I, da banda The Clash.  

Bois Don’t Cry 

Em Bois Don’t Cry você não consegue decifrar se a banda está se inspirando em Sérgio Reis ou em Falcão. 

De qualquer forma, o resultado é bem divertido, com mistura de sertanejo e rock, Bois Don’t Cry foi outro hit de destaque na carreira da banda. 

Sábado de Sol

Sábado de Sol é uma música gravada em 1996 pela banda Baba Cósmica, mas ficou conhecida com a interpretação feita pelos Mamonas Assassinas, que a transformaram num estilo mais leve e acústico. 

Cabeça de Bagres II

Mais uma entre as melhores músicas da banda Mamonas Assassinas é Cabeça de Bagre II, que foi inspirada na própria vida do vocalista Dinho, na fase da escola, quando estudou a quinta série. 

A canção faz uma paródia, desta vez, com o Titãs, em Cabeça de Dinossauro.  

Robocop Gay 

O ritmo contagiante da música Robocop Gay fez muita gente rebolar na década de 90.

A música foi uma homenagem dos Mamonas Assassinas ao personagem Capitão Gay, do apresentador Jô Soares. 

A curta trajetória dos Mamonas Assassinas 

Dinho, Bento Hinoto, Samuel Reoli, Júlio Rasec e Sérgio Reoli formaram uma das maiores bandas de rock responsável por unir pessoas de diversas idades.

A explicação para o sucesso dos Mamonas Assassinas estava no jeito cômico presente nas músicas, com rimas engraçadas e letras que tinham apenas a função de fazer rir.

Mamonas Assassinas
Créditos: Divulgação

A banda surgiu em Guarulhos, em 1989. Antes disso, os integrantes tentaram fazer “rock sério” com o Utopia, que fazia covers de outras bandas, como Legião Urbana, Ultraje a Rigor, Barão Vermelho, Rush e Titãs.

Durante os ensaios, as brincadeiras e paródias começaram a entreter mais as pessoas do que os covers. Por isso, começaram a introduzir esse estilo em alguns shows que faziam por São Paulo. 

Tudo começou a fluir a partir daí. Fizeram, então, uma demo com as músicas Pelados Em Santos, Robocop Gay e Jumento Celestino e enviaram para algumas poucas gravadoras.

Foi na EMI que a sorte veio ao encontro dos Mamonas e eles assinaram um contrato para produzir o primeiro CD. 

Capa do álbum Mamonas Assassinas
Capa do álbum Mamonas Assassinas / Créditos: Divulgação

A primeira música de trabalho, Vira-Vira, tocou na rádio 89 FM — A Rádio Rock, e a partir daí a banda simplesmente ganhou uma fama absurda! Tanto que se tornou o disco de estreia mais vendido no país.

A banda vendeu, em 12 horas, 25 mil cópias depois da rádio ter executado a música Vira-Vira. 😱

Os Mamonas estavam em todos os programas de televisão, como Jô Soares, Domingo Legal, Xuxa e Faustão, e tinham conquistado o Brasil inteiro, triplicando audiências nos programas por onde passavam.

O sucesso durou menos de 1 ano. Em março de 1996, o jatinho que levava a banda caiu na Serra da Cantareira, matando todos os integrantes.😢

Hoje, os fãs guardam na memórias a irreverência e o bom humor, marca registrada dos Mamonas Assassinas. 

O melhor da década de 90

Vamos lembrar dos Mamonas com alegria, não é mesmo? Nada de tristeza! Então se liga só nesse post que reúne 25 das melhores músicas dos anos 90. Tem Pelados em Santos e muito mais!

Músicas nacionais anos 90